domingo, 3 de agosto de 2014

HAIRSPRAY - E éramos todos jovens

A história de Hairspray - e éramos todos jovens se passa em 1963, numa época onde todos os adolescentes são loucos para participar do programa de dança do Corny Colins. Tracy (Rickiy Lake) e Penny (Leslie Ann Powers) vão participar da seleção de quem dançará na transmissão do programa e Tracy, além de escolhida, vira uma celebridade e acaba por tornar Amber, a antiga estrela do programa, em inimiga.

A história se passa quando ainda exitia segregação contra os negros. Eles não podiam participar do programa junto com os brancos, apenas no dia específico para a participação deles, sexta-feira. Quando fica famosa, Tracy acaba se tornando amiga de algumas pessoas negras e usa sua influência para participar da luta pela integração dos negros.
Além de lutar pelo direito dos negros, Tracy é gorda. Com esses dois aspectos, ela bate de frente com os padrões estéticos e políticos da época. Mas não liga para nada disso, ela quer apenas se divertir ao lado das pessoas que gosta. E isso não é o que todos queremos? Tracy simboliza a ingenuidade nata do ser humano, antes dele ser influenciado pelos conceitos bons e ruins da sociedade. Ela não precisa pensar no que está fazendo, faz apenas o que a deixa feliz, ou seja, dançar e estar com as pessoas que a fazem se sentir bem.
O filme tem um astral super alegre e politicamente incorreto. Esse tom politicamente incorreto fica evidente pela mãe de Tracy, Edna Turnblad, que é interpretada pelo travesti Divine.
O filme é um musical, mas não tem musicas cantadas pelos personagens, tem apenas muitas danças da época. As coreografias são soltas, leves, divertidas e algumas ousadas, principalmente as que tinham origem na cultura negra.
Amber, a rival de Tracy, faz alusões a ela muitas vezes com a palavra barata, isso porque os negros eram considerados insetos, baratas. Isso é mostrado no filme Hotel Ruanda que conta a história da guerra entre as etnias tutsis e hutus. Quem puder ver esse filme, é uma ótima dica, apesar de triste e revoltante.
CURIOSIDADES
- A personagem Edna Turnblad foi escrita para a transexual Christine Jorgensen. Entretanto, como a personagem Tracy teve que ser reescrita John Waters resolveu também modificar Edna, de forma que sua amiga e musa inspiradora Divine permanecesse no elenco;
- A personagem Velma Von Tussle foi oferecida a Mamie Van Doren, que a recusou;
- John Waters escalou Pia Zadora para o elenco após ter se impressionado com sua atuação em Voyage of the Rock Aliens (1984);
- É o 1º filme dirigido por John Waters a receber censura PG nos Estados Unidos. Todos os anteriores receberam classificação mais pesada;

- Ricki Lake perdeu muito peso devido às lições de dança que teve para interpretar Tracy Turnblad no filme. Para compensar, ela iniciou um regime de engorda de forma que não ficasse magra demais;
- O diretor John Waters aparece em uma ponta, como o dr. Fredrickson;
- As filmagens ocorreram entre 1º de junho e 23 de julho de 1987;

- Em uma cena Edna Turnblad diz "The times, they are a-changin'. Something's blowin' in the wind". Trata-se de versos de canções compostas por Bob Dylan;
- Foi adaptado como musical para a Broadway, onde estreou em 15 de agosto de 2002;
- Refilmado como Hairspray - Em Busca da Fama (2007);
- Seu orçamento foi de US$ 2 milhões.


Nenhum comentário:

Postar um comentário