domingo, 8 de junho de 2014

OS CAÇULAS

Os Caçulas foram um dos mais importantes grupos vocais dos anos sessenta. Inspirados na formação, no visual e, em parte, no repertório dos americanos Mamas & Papas, Vera Lúcia, Alvinho, Yara e Gilberto (depois Mário Marcos) gravaram dois discos e alguns compactos, contendo hits que ficaram gravados na memória popular. “A Chuva que Cai” - versão para clássico do italiano The Rokes - é um deles, tão marcante e inesquecível, quanto os mais famosos sucessos da jovem guarda. Em sua curta carreira, inciada em 1967, Os Caçulas foram além dos limites sonoros do “iê-iê-iê”, flertando com a soft psicodelia, especialmente no seu segundo álbum. “A Moça do Karmann Ghia Vermelho” (da dupla Tom Gomes/Luiz Vagner, também autores de “Sílvia, 20 Horas Domingo”, de Ronnie Von) é um clássico do som psicodélico nacional e merece estar presente em qualquer coletânea do gênero.

Os Caçulas inserem-se na tradição dos melhores grupos vocais do rock nacional, como Os Cometas e Trio Esperança, mas acrescentaram influências de formações clássicas da MPB, como Quarteto em Cy e MPB4. Além dos vocais requintados, o instrumental do grupo também prima pela qualidade, resultado dos arranjos de Ramalho Neto, Chiquinho de Moraes e Portinho.Os Caçulas foi um grupo vocal formado em 1962 no programa Clube Papai Noel da TV Tupi.

No ano seguinte, foram contratados pela RCA Victor e gravaram seu primeiro álbum  , homônimo.



Em 1969, Gilberto saiu do grupo para se dedicar à carreira solo e Mario Marcos (irmão de Antônio Marcos) o substituiu. No mesmo ano, gravaram o segundo disco, também homônimo, que foi premiado pelo Troféu Chico Viola pela música "Prá Você".
O grupo se desfez em 1970. Em 2003, o selo Baratos Afins relançou os dois álbuns do grupo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário