quarta-feira, 27 de novembro de 2013

BERT KAEMPFERT

Bert Kaempfert foi um músico, compositor e lider de orquestra de grande sucesso, nascido na Alemanha na cidade de Hamburgo no dia 16 de outubro de 1923 e vindo a falecer de forma repentina na dia 21 de junho de 1980. Sua obra é extensa e de carater original, recebeu influência de grandes bandas de jazz norte-americanas, considerado um dos pioneiros na execução de jazz na Alemanha.
Tem inúmeras obras, incluindo versões de outras obras.



domingo, 24 de novembro de 2013

SHAKIN' STEVENS




Shakin' Stevens (Cardiff, 4 de Março de 1948), nome artístico de Michael Barrett, é um cantor gales que segue o estilo de rockabilly de Elvis  Presley , surgiu no início dos anos 80 e logo despontou em sucesso, algumas músicas: "You Drive me Crazy", "Cry Just a Little Bit", "Love Attack" entre outras, atingiu mais sucesso na Europa, nas américas apenas duas músicas de expressão - "You Drive me Crazy" e "Give Me Your Heart Tonight".

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

O GORDO E O MAGRO

Laurel and Hardy (br: O Gordo e o Magro; pt: O Bucha e Estica) foi uma famosa dupla de comediantes e uma das equipes cômicas mais populares do cinema dos Estados Unidos, em atividade desde o cinema mudo até meados da Era de Ouro de Hollywood. Composta por um magro, o inglês Stan Laurel (1890–1965) e um gordo, o americano Oliver Hardy (1892–1957), a dupla tornou-se conhecida durante as décadas de 1920 e 1930 pelo seu trabalho em filmes de comédia e também apareceram em apresentações teatrais na América e na Europa.


Os dois comediantes trabalharam juntos pela primeira vez no filme mudo The Lucky Dog (1921). Após um período aparecendo separadamente em vários curta-metragens no Hal Roach Studios durante a década de 1920, eles começaram a atuar juntos em 1926. Laurel e Hardy tornaram-se oficialmente uma dupla no ano seguinte, e logo se tornaram as estrelas mais lucrativas de Hal Roach. Entre seus filmes mais populares e bem sucedidos estão os longa-metragens Filhos do Deserto (1933), Dois Caipiras Ladinos (1937), e A Ceia dos Veteranos (1938) e os curtas Negócio de Arromba (1929), Liberdade e Seus Perigos (1929) e Caixa de Música (1932), este último vencedor do Oscar de Melhor Curta-Metragem (Comédia).
A dupla deixou o Hal Roach Studios em 1940, e apareceram em oito comédias "B" da 20th Century Fox e Metro-Goldwyn-Mayer de 1941 até 1944. Decepcionados com os filmes em que tinham pouco controle criativo, de 1945 a 1950, a dupla não apareceu em nenhuma produção cinematográfica e se concentrou em suas apresentações teatrais, embarcando em uma turnê pela Inglaterra, Irlanda e Escócia. O último filme d'O Gordo e o Magro foi Atoll K (1951), e depois se aposentaram das telonas. No total, eles apareceram juntos em 106 filmes, sendo 40 curtas sonoros, 32 curtas mudos e 23 longa-metragens, e nos outros 11 filmes fizeram pequenas pontas.

O Gordo era impaciente e pomposo: o Magro, paciente e humilde. Ambos, incrivelmente estouvados, exasperavam as pessoas a quem estavam servindo. Eram verdadeiras crianças grandes, ingênuos, imaturos, embora não se considerassem assim, principalmente o Gordo. Oliver se achava muito esperto, como demonstravam os gestos floreados que fazia quando se preparava para desempenhar uma tarefa; entretanto, ao executá-la, positivava-se a sua estupidez.
Stan era maltratado por Oliver, mas nunca deixava de ajudá-lo quando ele pedia. E apesar da irritação contínua de Oliver com Stan, sempre que seu parceiro era ameaçado, Oliver vinha em seu auxílio. Apesar das aparências, havia uma amizade constante entre eles.
As trapalhadas nasciam sempre de um ato desmiolado praticado por um deles e, à medida que tentavam se desembaraçar do transtorno inicial, os dois iam se enredando cada vez mais na confusão. Outras vezes, as trapalhadas originavam-se de confrontações relativamente brandas que aos poucos chegavam a atos de verdadeira orgia destrutiva. No meio desta, quando o Gordo revidava uma agressão de terceiro, a câmera se voltava para o rosto do Magro, que acenava a cabeça, dando plena aquiescência com uma careta irresistivelmente cômica.

Um dos aspectos que distinguia Laurel e Hardy dos seus contemporâneos era a cortesia de seus personagens. Oliver tomava sempre a iniciativa em assuntos sociais, apresentando a si mesmo e a Stan para os estranhos com o seu costumeiro “Eu sou Mr. Hardy e este é meu amigo Mr. Laurel”, enquanto lembrava a Stan para tirar o seu chapéu. As mulheres, particularmente, recebiam as melhores gentilezas de Mr. Hardy.
Stan Laurel e Oliver Hardy formaram a maior dupla cômica do Cinema de todos os tempos. Seus filmes, conhecidos universalmente, continuam sendo vistos com agrado por sucessivas gerações de espectadores, e assim será eternamente.


domingo, 17 de novembro de 2013

OLIVER

William Oliver Swofford, nome artístico Oliver (North Wilkesboro, 22 de fevereiro de 1945 - Shreveport, 12 de fevereiro de 2000) foi um cantor norte-americano de música pop.
Com voz de barítono, cabelo comprido bem aparado e boa aparência, Oliver começou a cantar enquanto ainda cursava a Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill, no início dos anos 60, onde fez parte de dois grupos usando o nome de Bill Swofford.

Em julho de 1969, já usando o nome com que ficaria famoso, seu nome do meio, Oliver foi alçado à fama internacional ao gravar a single da canção "Good Morning Starshine", originalmente do musical Hair, que atingiu a 3ª posição da parada da Billboard, vendeu mais de um milhão de discos e lhe deu seu primeiro Disco de Ouro no mês seguinte. Em outubro do mesmo ano, ele atingiria o nº2 da Billboard Hot 100 e o nº1 da Billboard Hot Adult Contemporary Tracks com a balada "Jean" música-tema do filme A Primavera de uma Solteirona, vencedor do oscar de melhor atriz daquele ano com Maggie Smith. "Jean" também vendeu mais de um milhão de cópias, dando a Oliver seu segundo Disco de Ouro com poucos meses de diferença.



Seus discos posteriores fizeram bem menos sucesso e, após uma divergência de estilos musicais com seu empresário, ele passou a dedicar-se à música folk.  Reassumindo novamente seu nome artístico anterior de Bill Swofford, Oliver passou a fazer shows em centenas de campus universitários pelo interior dos Estados Unidos, especialmente em 1976 e 1977. Apesar de seus talentos vocais, não conseguiu mais hits nas paradas. Uma curta tentativa de trabalhar junto com Karen Carpenter no fim da década não foi bem sucedida e o cantor desapareceu dos meios de comunicação.
Em 1983, a revista People publicou um artigo sobre ele, descrevendo-o com um feliz pai de família mantendo distância da indústria musical e trabalhando em venda de imóveis. Mais tarde ele tornou-se gerente de negócios de uma indústria farmacêutica da Luisiana.
Durante os anos 90 Oliver foi diagnosticado com câncer. Ele morreu em fevereiro de 2000, dez dias antes de completar 55 anos, em Shreveport, Luisiana. Em 2009, sua cidade natal de North Wilkesboro, na Carolina do Norte, criou a OliverFest, um evento de música e dança para a população em sua homenagem.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

THE GUESS WHO


The Guess Who é uma banda de rock do Canadá, formada em 1962 em Winnipeg. Foram o primeiro grupo canadense a ter uma canção no topo da parada musical dos Estados Unidos, emplacando vários sucessos no final da década de 1960, como "American Woman", "These Eyes" e "Share the Land".


A banda tem suas raízes no grupo Al And The Silverstones, formado em 1959, do qual saíram o cantor Chad Allan e o guitarrista Randy Bachman para formar o The Guess Who. Os outros integrantes da formação original eram Garry Peterson (bateria) e Jim Kalle (baixo). Antes de ficarem famosos, Chad Allan saiu para fazer a faculdade e foi substituído por Burton Cummings, que também era tecladista e imitava o jeito de Jim Morrison.

Entre 1967 e 1968, lançaram uma dúzia de compactos, sendo o mais vendido These Eyes. O quarto LP, Wheatfield Soul (1968), que trazia a canção "These Eyes" de Burton Cummings, lhes valeu sucesso internacional. Em 1970 lançariam o lp. American Womam novamente consagrados mundialmente. No ano seguinte porém o compositor Randy Bachman se afastou de grupo, por motivos de saúde, criando pouco tempo depois o grupo Bachman-Turner Overdrive ao lado de Chad Allan. Os dois conjuntos acabaram se tornando rivais e o Guess Who nunca acabou mas sofreu diversas alterações na sua formação.

domingo, 10 de novembro de 2013

MOTOWN RECORDS

A Motown Records, também conhecida como Tamla-Motown, é uma gravadora americana de discos fundada em 12 de janeiro de 1959 por Berry Gordy Jr. na cidade de Detroit, estado americano de Michigan conhecida como "Motor Town", devido às montadoras de automóveis ali instaladas. O nome da gravadora é uma redução de "Motor Town" .

 Nos anos 60 foi a mais bem sucedida na criação daquilo que se tornou conhecido como O Som da Motown, um estilo de "soul" bem característico, com o uso de instrumentos como pandeiros, baterias e instrumentos do "rhythm and blues" além de um estilo de 'canto-e-resposta' (com a repetição, por parte do coral, de frases inteiras ou palavras de alguns versos) originário da música gospel. O "som da Motown" também é marcado pelo uso de orquestração e instrumentos de sopro, por harmonias bem arranjadas e outros refinamentos de produção da música pop, e é considerado precursor da Era Disco dos anos 70.

Apesar de terem existido músicos negros norte-americanos de grande sucesso antes dos anos 60, incluindo Louis Armstrong, Ella Fitzgerald, Nat King Cole, e Chuck Berry, a Motown foi a mais importante lançadora de artistas negros desde seu surgimento até o surgimento do chamado "hip hop". Foi também a primeira a lançar músicas que deixavam de lado o puro e simples lirismo e mergulhavam também em temas sócio-políticos.
Foi também a criadora dos chamados 'girl groups', como Martha & the Vandellas e The Supremes. Seus artistas eram vestidos, penteados e coreografados de modo impecável, para exibições ao vivo nas tevês e shows. Deveriam, para a gravadora, funcionar como uma espécie de "embaixadores" para outros artistas negros norte-americanos em busca de sucesso.
edifício Hitsville USA em Detroit, Michigan, que serviu como sede da Motown a partir de 1959 até 1968.




A maioria dos sucessos da Motown nos anos 60 - destaque para as primeiras gravações de Diana Ross e The Supremes - foi escrita pelo trio de compositores Holland-Dozier-Holland (Lamont Dozier, e os irmãos Brian e Edwin Holland Jr.). Tanto cuidado com a produção deu resultados: de 1961 a 1971 a Motown conseguiu emplacar nada menos que 110 músicas no "Top 10" norte-americano. Para completar o acompanhamento de alguns artistas, a gravadora teve também sua própria orquestra, chamada The Funk Brothers.


quarta-feira, 6 de novembro de 2013

VILA SÉSAMO

Vila Sésamo foi uma série de televisão, uma versão brasileira baseada no programa infantil norte-americano Sesame Street (criado pela Children’s Television Workshop de Nova York, baseado em opiniões e conceitos emitidos por técnicos de educação e agência de publicidade).

O seriado infantil começou a ser transmitido em 12/10/1972. A ideia de criar a adaptação do Sesame Street foi de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho (Boni), então diretor da Central Globo de Produções (uma divisão da Rede Globo), e de Claudio Petraglia, diretor da TV Cultura de São Paulo. Na época, a Rede Cultura e a Rede Globo estavam bastante interessadas em adaptar o programa norte-americano. Como a Rede Globo inicialmente não tinha estúdios para filmar o seriado, foi criada uma parceria entre as emissoras. Eis o motivo de Vila Sésamo ter sido exibida pelas duas emissoras até 1974, quando a TV Globo assumiu totalmente a produção do programa.
Conseguidos os direitos da Children's Television Workshop, Vila Sésamo teve sua estreia na TV. Era exibido às 10h45 e 16h, e durava de meia a uma hora. Era um programa que trazia noções educativas para as crianças, mas de um modo que não fosse chato, que mesclava a educação com a diversão e uma boa dose de humor. O cenário, era uma vila onde pessoas e bonecos conviviam com crianças. Ao longo das três fases do programa, eram abordados temas diferentes como as letras, os números, as cores, a higiene, o respeito no trânsito, e outros. Tudo isso acompanhado de desenhos animados e canções compostas pelos irmãos Marcos e Paulo Sérgio Valle
Foi a partir de 1973 que Vila Sésamo foi completamente nacionalizada. Foi nesse ano que surgiram as versões brasileiras dos famosos bonecos Garibaldo, Gugu e Funga-Funga. Uma outra novidade era as participações de crianças carentes entre 3 e 10 anos. As únicas cenas não produzidas no Brasil eram as dos bonecos criados por Jim Henson (Muppet Show), personagens do Sesame Street.
Com o tempo, surgiram novas temáticas, novos personagens. Foi um grande sucesso infantil na TV brasileira. Vila Sésamo só deixou de ser exibida em 1977, por causa dos altos custos da produção e também pelo fim do contrato com a emissora norte-americana. Sua última exibição foi em 4 de março de 1977.

O cenário de Vila Sésamo era uma vila operária onde conviviam crianças, adultos e bonecos. Muitos destes personagens são lembrados até hoje pelas pessoas que assistiram o seriado quando crianças.
Havia Garibaldo, um pássaro gigante bastante levado e desengonçado,que adorava aprender coisas novas. Ele vivia discutindo com Gugu, um boneco bem mau-humorado, que não gostava de sair do barril em que morava. Também existia o Funga-Funga, um Tamanduá bem estranho, que adorava cantar e vivia deprimido, pois não o viam como gente. Era o amigo imaginário de Garibaldo, portanto só aparecia para o amigo e para as crianças.
Além dos bonecos, existiam personagens adultos. Há Juca, um operário que sabia consertar qualquer coisa; ele era casado com Gabriela, uma moça graciosa, que gostava de praticar ginástica e era uma grande cozinheira. Havia Ana Maria, a professora da escolinha de Vila Sésamo, bastante animada e divertida, era a namorada de Antônio, um motorista de caminhão. Ainda existia o Seu Almeida, dono da venda da vila.
Esses eram os principais personagens do programa, mas ao longo das três fases, Vila Sésamo recebia cada vez mais personagens, pois ainda havia o Edifício, o Professor Leão, o Bruno, o Jujuba, o Marinheiro, o Bidu e muitos outros.

De 1972 a 1977, Vila Sésamo teve ao todo três fases.
Vila Sésamo I (1972 a 1974) - Foi a fase de estreia do programa, quando aida era exibido pela Rede Cultura e pela Rede Globo. Nesta fase, se cumpriam todas a normas da emissora norte-americana. Por isso eram exibidas um maior número das cenas do Sesame Street, e a apresentação de quadros temáticos em ordem repetitiva. Mas foi a partir de 1973, que Vila Sésamo foi totalmente nacionalizada;com novos personagens, novas músicas, novos roteiros… Uma verdadeira "revolução nacional" no programa. Durou até o ano de 1974, quando a Rede Globo assumiu toda a produção do seriado.

Vila Sésamo II (1974 a 1975) - Nesta fase, foram adquiridos novos quadros temáticos, os cenários foram ampliados e Vila Sésamo contou com aproximadamente 800 crianças.
Vila Sésamo III (1975 a 1977) - Na terceira e última fase do programa foram acrescentados novos personagens, além de mais novas temáticas. As únicas cenas não feitas na produção eram as cenas entre Ênio e Beto (cenas do seriado original). Com o fim desta fase, também veio o fim do programa, que ainda hoje deixa saudades.

domingo, 3 de novembro de 2013

BADFINGER

Badfinger foi uma banda britânica de power pop, considerada uma das mais promissoras bandas de rock do final dos anos 1960, fazendo parte do selo Apple . Experimentou o gosto do sucesso tanto na Inglaterra quanto nos Estados Unidos, mais até do que muitas outras bandas ousaram sonhar. Até 1969 chamava-se The Iveys, bem como uma das canções do álbum lançado naquele ano.

Contaram com uma coleção expressiva de hits como Come And Get It (composta por Paul McCartney), No Matter What, Day After Day, Baby Blue, Without You, entre muitos outros mas, apesar de tudo isso, não conseguiram desfrutar do sucesso de seu trabalho, tendo uma história atribulada e até trágica. Após anos de turnês e inúmeros processos legais (que apenas serviram para enriquecer alguns advogados), os líderes criativos da banda - Pete Ham e Tom Evans - acabaram, em momentos distintos, cometendo suicídio.

Trágico como possa parecer, o legado do Badfinger continua vivo até hoje, recrutando milhares de fãs por todo o mundo. Em 1990, foi lançado um álbum ao vivo Day After Day, gravado ainda em 1974.

Em 1997, foram lançados um livro e um documentário (Without You: The Tragic History of Badfinger) contando a história da banda, sob a supervisão de Joey Molland. Também em 1997, foi lançado o CD BBC In Concert 72/73. Em 2000, finalmente, foi lançado o inédito álbum gravado em 1974, Head First.