sábado, 6 de julho de 2013

GLADYS KNIGHT & THE PIPS

Cantora soul norte-americana, nasceu em 28 de maio de 1944 em Atalanta, Georgia. Uma das mais proeminentes cantoras soul, Gladys Knight começou a cantar ainda na sua infância. Com apenas 7 anos de idade venceu o primeiro prémio do programa televisivo Ted Mack's Original Amateur Hour com tema "Too Young". Nesse mesmo ano, formou um grupo gospel com o irmão Merald, a irmã Brenda e os primos William e Eleanor Guest. Atuaram na igreja local até 1957, ano em que um outro primo, James "Pips" Woods, sugeriu que se tornassem profissionais. Aceitaram o desafio, fizeram de James o seu empresário e autodesignaram-se The Pips em sua honra.
Entre 1958 e 1966 gravaram bastantes êxitos pop-soul, um dos quais, "Every Beat Of My Heart", atingiu o Top Ten das tabelas de vendas em 1961. Outros sucessos incluíram "Letter Full Of Tears" e "Giving Up". Durante este período o grupo sofreu algumas alterações na sua formação. Brenda Knight e Eleanor Guest saíram em 1959 e foram substituídas por Edward Patten e Langston George, que por sua vez deixaram os The Pips em 1962. Durante algum tempo a própria Gladys saiu para se casar e dedicar-se à família. Quando regressou, em 1964, o grupo estabilizou a sua formação com Gladys Knight, o irmão Merald "Bubba" Knight (n. 04-09-42) e os primos William Guest (n. 02-06-41) e Edward Patten (n. 02-08-39).
Após dois anos ininterruptos de concertos, assinaram contrato com a editora Motown em 1966. Trabalharam com compositores e produtores como Johnny Bristol, Norman Whitfield e Ashford & Simpson. Sem nunca atingir o sucesso comercial de artistas como The Supremes, Marvin Gaye ou os The Temptations, conseguiram grande êxito com temas como "Friendship Train", "I Heard It Through The Grapevine", "Take Me In Your Arms And Love Me", "It Should Have Been Me", "The End Of Our Road", "Nitty Gritty", "I Don't Want To Do Wrong" e "If I Were Your Woman".

A primeira metade da década de 70 trouxe-lhes sucessos como "Midnight Train To Georgia", "I've Got To Use My Imagination" e "Best Thing That Ever Happened To Me". Em 1973, Gladys Knight e os The Pips obtiveram o seu maior êxito na Motown com "Neither Of Us", tema galardoado com um prémio Grammy na categoria de melhor desempenho vocal pop de dueto, grupo ou coro. Algum tempo depois deixaram a Motown e nos anos seguintes assinaram sucessivamente pelas editoras Buddah, CBS e MCA Records.
Na década de 80 a popularidade do grupo decresceu, havendo a registar os álbuns About Love (1980), Visions (1983) e All Our Love (1987) e os temas "Landlord", "Save The Overtime (For Me)", "You're Number One (In My Book)", "Lovin' On Next To Nothing" e "Love Overboard", com o qual foram galardoados com um prémio Grammy na categoria de melhor desempenho R&B por duo ou grupo.

Em 1986, Gladys Knight juntou-se a Elton John, Dionne Warwick e Stevie Wonder para gravar o single "That's What Friends Are For" que obteve o Grammy na categoria de melhor desempenho pop por duo ou grupo.Em 1988, na cerimónia dos prémios Soul Train Music, Gladys Knight & The Pips celebraram 30 anos de carreira ao receberem o prémio Heritage. No ano seguinte Edward Patten e William Guest retiraram-se do mundo da música para se dedicarem à indústria de gelados, enquanto que Gladys Knight e Merald continuaram a dar espetáculos.

Voltaram a reunir-se em 1990 para uma atuação no espetáculo da CBS Motown 30: What's Goin'On!. Em 1996, foram induzidos ao Rock And Roll Hall Of Fame.
Após prosseguir carreira a solo, Gladys Knight manteve-se como cantora apreciada no circuito pop-R&B norte-americano, tendo lançado álbuns como Good Woman (1991), Many Different Roads (1999) e At Last (2000). Entre os seus maiores êxitos a solo encontram-se "It's Gonna Take All Our Love (1988), "License To Kill" (1989, tema principal da banda sonora do filme de James Bond com o mesmo nome), "Men" (1991) e "Where Would I Be" (1992).
Gladys Knight é também reconhecida por ações importantes desenvolvidas no âmbito das causas humanitárias.
Em 2002, de novo na companhia dos The Pips, gravou o disco Christmas Celebrations, um punhado de canções de Natal, onde estavam incluídos, entre os outros, as Ave Maria de Bach e de Schubert, interpretadas pela voz singular de Gladys Knight.


Nenhum comentário:

Postar um comentário