quarta-feira, 24 de abril de 2013

DIANA ROSS

Diane Ernestine Ross, nasceu dia em 26 de março de 1944 em Detroit , Michigan. Filha do operário “Fred Ross” e da professora “Ernestine Earle Ross”, Diana é a segunda dentre seis irmãos, três mulheres e três homens.
Formou junto com “Mary Wilson”, “Florence Ballard” e “Barbara Martin” um grupo chamado “The Primettes”, em 1959. Depois de assinarem com a gravadora “Motown” em 1961, o nome do grupo foi mudado para “The Supremes”, em 1963. Posteriormente, em 1967, tornaram-se “Diana Ross and the Supremes”. Durante este período, atingiram por 12 vezes o primeiro lugar nas paradas de sucesso norte-americanas.


Em janeiro de 1970 “Diana Ross” deixou o grupo e partiu para carreira solo, fez sucesso especial com a canção “Ain't No Mountain High Enough”. Estrelou também um filme sobre a vida de “Billie Holliday” chamado “Lady Sings the Blues”, onde recebeu o prêmio pela trilha sonora. Em 1973, gravou um álbum com “Marvin Gaye” intitulado “Diana and Marvin”, com o destaque para “My Mistake”. Em 1975 novamente participou em um filme, “Mahogany”, e seu tema musical “Do You Know Where You're Going To” chegou ao primeiro lugar.
De 1976 a 1980, gravou também sucessos como “Love Hangover”, “What You Gave Me”, “The Boss” e “It's My House”, de “Ashford & Simpson”; e “Upside Down”, “I'm Coming Out” e “My Old Piano” da dupla “Nile Rodgers e Bernard Edwards”.
Em 1981, fez um dueto romântico com “Lionel Richie” em “Endless Love”, último sucesso que ela obteve pela gravadora “Motown”. Posteriormente assinou com as gravadoras “Capitol” e “RCA” e depois da queda na vendagem de seus discos, no início dos dos anos 90, retornou à “Motown”.
Diana teve duas filhas com o divulgador musical “Robert Ellis Silberstein”, dois filhos com o executivo norueguês “Arne Naess Jr”, morto em 2000 e uma filha com o fundador da “Motown”, “Berry Gordy”. Em 2003, esteve internada numa clínica para dependentes de álcool e drogas. No início 2004, foi presa ao ser flagrada dirigindo na contramão em estado de embriaguez.

Diana Ross foi considerada pela revista americana “Billboard” e pelo livro “Guinness” como a principal artista feminina do século emplacando 18 “singles” em primeiro lugar; doze com “The Supremes” e seis em carreira solo. As vendas de seus álbuns já ultrapassaram a marca de 100 milhões de cópias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário