sábado, 28 de julho de 2012

THE ROLLING STONES

The Rolling Stones é uma banda de rock inglesa formada em 12 de julho de 1962, e é uma das bandas mais antigas ainda em atividade. Ao lado dos Beatles, foram considerados a banda mais importante da chamada Invasão Britânica ocorrida nos anos 1960, que adicionou diversos artistas ingleses nas paradas norte-americanas e que decisivamente influenciaram na música pop e nos costumes.
Formado por Brian Jones, Keith Richards, Mick Jagger, Bill Wyman e Charlie Watts, o grupo calcava sua sonoridade no blues. Em cinquenta anos de carreira, sucessos como "Best of Burden", "Tumbling Dice", "Ruby Tuesday", "Wild Horses", "(I Can't Get No) Satisfaction", "She's Like A Rainbow", "Sympathy For The Devil", "Jumping Jack Flash", "Miss You" e "Angie" fizeram dos Stones uma das mais conhecidas bandas do rock mundial, levando-a a enfrentar todos os grandes clichês do gênero, desde recepções efusivas da crítica até problemas com drogas e conflito de egos, principalmente entre Jagger e Richards. Os Rolling Stones já venderam mais de 200 milhões de álbuns no mundo inteiro em sua carreira.

O nascimento dos Rolling Stones aconteceu no Jazz Club da BBC, em 12 de julho de 1962, sendo hoje a banda mais antiga da história do rock. Sofrendo as influências do blues, do rock'n'roll e do country, os Rolling Stones desenvolveram um estilo baseado num som áspero, dominado pela guitarra elétrica, que pouco variou com o passar do tempo. Numa primeira fase, chegaram a interpretar temas de seu músico preferido, Chuck Berry, como a versão de Come on, lançada em seu primeiro single (1963). Quase todos os títulos da banda foram compostos por seus líderes fundadores, o guitarrista Keith Richard e o vocalista Mick Jagger (cujo verdadeiro nome é Michael Philip Jagger). O baterista Charlie Watts e o baixista Bill Wyman entraram para o grupo em 1964. Este último saiu em 1993 e seu lugar foi ocupado por diversos músicos. O segundo guitarrista, Brian Jones, que também fez parte da banda desde o início, declarou, pouco antes de morrer, sua intenção de a abandonar, pois não assimilara as mudanças musicais experimentadas. Um exemplo dessas experiências são as notas assobiadas que aparecem em Paint it Black. Jones foi inicialmente substituído por Mick Taylor e, em 1975, por Ron Wood.

 O fascínio que os Stones exercem sobre os fãs só em parte pode ser explicado por sua música. Os grosseiros movimentos em cena de Jagger; seus textos agressivos, que revelam uma sociedade em crise (Street Fighting Man, Sympathy for the Devil); os excessos nas vidas de Jagger e Richards, marcadas por escândalos devido ao consumo de drogas durante os anos de 1960; os cabelos compridos... representaram, para os fãs, um apelo à rebelião. Seus primeiros concertos foram também perturbados por graves atos de violência. Além dos cachês milionários ou das mudanças da moda, sua continuidade fez do grupo o ídolo de três gerações.


Para comemorar os 40 anos do grupo, em 2002 lançam o álbum duplo Forty Licks (1962-2002) que traz, além de 36 sucessos da banda, 4 novos hits (Don't Stop, Keys To Your Love, Stealing My Heart e Losing My Touch), sendo o primeiro uma espécie de resumo da perseverança característica da banda, atingindo bastante sucesso. Em 16 de agosto do mesmo ano com um show em Toronto (Canadá) os Stones lançam uma de suas maiores turnês - a Licks Tour (detalhe para a música Heart of Stone, não tocada ao vivo desde 5 de dezembro de 1965). Esta longa turnê passou por todos os continentes do planeta, tendo sido encerrada em 9 de novembro de 2003, em Hong Kong. Mantendo o status de maior banda de rock & roll do mundo e a tradição de suas espetaculares apresentações, montam estruturas distintas e específicas para shows em arenas, estádios e teatros, além de private shows. Ao final do mesmo ano lançam o esplêndido DVD quádruplo Four Flicks, mostrando cada um dos formatos de suas apresentações e toda a vitalidade dos músicos sessentões.

Quando todos imaginavam o fim da banda, devido a um câncer na garganta do baterista Charlie Watts diagnosticado em junho de 2004 e curado em fevereiro de 2005, o vigor incansável do quarteto com ênfase às belas letras de Jagger e Richards (conhecidos como The Glimmer Twins desde os anos 70, pela ligação existente entre eles, além das lendárias histórias que protagonizaram) produz um de seus melhores álbuns de estúdio de todos os tempos. Lançado em 2005 A Bigger Bang traz uma sonoridade crua e voltada às raízes da banda: rock and roll, blues e rhythm and blues, além das pegadas das guitarras da dupla Richards/Wood, bem como para a harmônica melodiosa de Jagger, as 16 fortes canções do álbum mostram a excelência e competência de Jagger/Richards/Watts/Wood. Para a divulgação do álbum, mais uma vez iniciando em Toronto (em 10 de agosto de 2005), a banda se lança na estrada com a turnê do mesmo nome.

 Em 18 de fevereiro de 2006, os Rolling Stones voltaram ao Brasil para o show da turnê A Bigger Bang. O show, gratuito, foi realizado nas areias da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, para um público estimado em 1,5 milhão de pessoas, entrando para a história como o maior show da banda e um dos maiores concertos de rock de todos os tempos.
A seção destinada a eles no Salão da Fama os descreve como um dos principais candidatos ao título de "A Maior Banda de Rock do Mundo". Apenas os Beatles e o The Who receberam um tratamento similar no Salão da Fama.


Nenhum comentário:

Postar um comentário