quarta-feira, 2 de maio de 2012

JAMES TAYLOR


James Vernon Taylor

Nascido em 12 de março de 1948, em Belmont, Massachusetts (EUA)
Começou sua carreira no final dos anos 60, ligado a folk-rock da época. Como não conseguia espaço em seu próprio país, foi tentar a sorte na Inglaterra, sendo um dos primeiros contratados da gravadora dos Beatles, a Apple Records. Mas as gravações que realizou no período 68/69 não chamaram a atenção e ele voltou para os EUA.


Utilizou muitas músicas deste período para seu primeiro album de sucesso Sweet Baby James(69), lançado na América. A partir daí, colecionou hits: “Caroline on my mind”, “Fire and rain”, “Mexico”, “Her town too”, “Shower the people” e “How sweet is it” estão entre os mais destacados. Com vocais serenos, naturais, introduziu o que foi chamado nos anos 70 de soft-rock, uma sonoridade acústica, com pitadas de folk e pop, que fez muito sucesso.
Com este jeito calmo e introspectivo, o artista foi um ícone dos anos 70 e conquistou fãs em várias gerações. A maioria dos seus álbuns alcançou vendagens recordes, que lhe renderam um disco de diamante por bater mais de dez milhões de cópias em sua carreira.


Sua interpretação mais conhecida é a canção de Carole King, “You’ve got a friend”, gravada no álbum Mud Slide Slim and The Blue Horizon (1971), que foi responsável pelo Grammy de Melhor Cantor Pop que conquistou. O mesmo feito foi realizado novamente, em 1978, com “Handy Man", de JT (1977).
Apesar do sucesso, James Taylor foi dependente de heroína por muitos anos e isto prejudicou sua carreira. Os álbuns que lançou após 1977 foram mal recebidos pela crítica. Diziam que ele havia perdido sua inspiração como compositor. That’s Why I’m Here (1985), trabalho lançado após sua participação no Rock in Rio 1, representou uma retomada, recebendo uma acolhida crítica favorável.

James Taylor protagonizou um dos momentos mais emocionantes do festival brasileiro. Numa época em que ele enfrentava períodos ruins, com dependência de drogas e o divórcio com a também cantora Carly Simon, o músico declarou que pensava em abandonar a carreira logo depois de se apresentar no Brasil. Porém, comovido com a inesperada recepção do público brasileiro (cerca de 250 mil pessoas) decidiu ali, retomar as rédeas de sua carreira, versão que é sustentada pelo próprio até hoje, em entrevistas que concede. Em homenagem ao ocorrido, Taylor até compôs a balada "Only a dream in Rio" (Apenas um sonho no Rio), que integrou That's Why I'm Here, na qual declama versos em agradecimento como “I was there that very day and my heart came back alive” (“Eu estava lá naquele dia e meu coração voltou à vida”). Anos mais tarde, ao ser convidado para participar da terceira edição do evento, em 2001, Taylor declarou que para ele “era questão de honra” participar da festa.





Discografia:

James Taylor (1968)
Sweet Baby James (1970)
James Taylor and the Original Flying Machine (1971) — gravado 1966–1967
Mud Slide Slim and the Blue Horizon (1971)
One Man Dog (1972)
Walking Man (1974)
Gorilla (1975)
In the Pocket (1976)
Greatest Hits (1976)
JT (1977)
Flag (1979)
Dad Loves His Work (1981)
That's Why I'm Here (1985)
Never Die Young (1988)
New Moon Shine (1991)
(LIVE) (1993)
(Best LIVE) (1994)
Hourglass (1997)
Greatest Hits Volume 2 (2000)
October Road (2002)
The Best of James Taylor (2003)
James Taylor: A Christmas Album (2004);
One Man Band (2007)


Nenhum comentário:

Postar um comentário