quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

CONNIE FRANCIS



Concetta Rosa Maria Franconero, nasceu no dia 12 de dezembro de 1938. Esteve nas paradas de sucesso na década de 50 e 60 com hits como Stupid Cupid, Who's Sorry Now e Where The Boys Are.
Morando em Nova Jersey, formou-se em 1955 e fez uma breve aparição no show de Arthur Godfrey cantando Little Daddy Girl. Ganhando destaque, foi aconselhada a adotar o nome artístico de Connie Francis.



Após ser rejeitada por diversas gravadoras, a MGM deu-lhe a chance de gravar a música Freddy. Embora essa tivesse alcançado grande reconhecimento público, as gravações que se seguiram não obtiveram o mesmo nível de vendas.
Ainda no início da carreira, Connie envolveu-se com o compositor Bobby Darin, o qual lhe ajudou a escrever diversas canções. Porém, seu pai não apoiava o relacionamento dos dois e fez de tudo para que não ficassem juntos, por fim, foi o que aconteceu.
Desanimada com o fracasso de sua carreira, estava prestes a aceitar uma bolsa de estudos quando seu pai lhe sugeriu que regravasse a música Who's Sorry Now?, que na época fazia sucesso entre os jovens, adultos e idosos.
O disco vendeu cerca de 1 milhão de cópias, alcançando o topo das paradas no Reino Unido, rendendo a Connie, o reconhecimento mundial. Em 1958, outro momento de pouca produtividade cercou sua carreira. Decidida a recomeçar, encontrou-se com Neil Sedaka e Howard Greenfield.
A reunião resultou numa das músicas mais conhecidas do mundo e um dos melhores hits regravados por Connie Francis : Stupid Cupid. A música alcançou as paradas dos EUA durante toda a década de 50. Em 1959, foi contemplada com dois discos de ouro.
Connie apareceu no The Perry Como Show e conquistou ainda mais o púbico em geral. Seu estilo mudou radicalmente nessa época, pois havia lançado seu primeiro disco em italiano. Todo este sucesso rendeu-lhe os mais diversos prêmios e elogios.
Na televisão, ganhou seu próprio programa e chamou atenção dos cineastas da época, que a convidaram para seu primeiro filme: Where The Boys Are. Apesar das mudanças que ocorreram ao longo dos anos, Connie manteve-se nas paradas com sucessos antigos e recentes.
Nos anos 70, uma série de acontecimentos ruins, contribuíram para que sua carreira declinasse.


Em1974, foi estuprada e sofreu um aborto prematuro; realizou uma cirurgia que lhe deixou sem voz e só voltou a carreira após muitas aulas de canto e dicção; e realizou a adoção do pequeno Joey. Em 1981 perdeu o irmão, que segundo alguns, foi assassinado pela máfia. 



No ano seguinte voltou aos palcos, porém, um diagnóstico de depressão por distúrbios mentais, levaram-na a quase cometer suicídio.
Casada quatro vezes, Connie envolveu-se em processos dos mais diversos; superou uma série de dificuldades; gravou seu último cd em 2004, e atualmente, realiza shows que frequentemente atraem grandes públicos.













domingo, 26 de fevereiro de 2012

THE DUPREES



Os Duprees é um grupo Americano de doo-wop  que teve uma série de discos de sucessos na década de 1960.

O grupo se originou na década de 1960 em Jersey City, New Jersey , e composto por William L. Dickinson, Michael Arnone, Joe Santollo, João Salvato, Tom Bialoglow e o vocalista Joe Canzano (Vann). Seu primeiro single " You Belong to Me "já tinha sido um sucesso com Jo Stafford, em 1952. A versão dos Duprees  alcançou o topo EUA 10 em 1962.

O grupo teria mais 40 grandes sucessos durante os próximos anos. "My Own True Love" era uma adaptação vocal de "Tema de Lara" da trilha sonora de Gone with the Wind e tornou-se segundo hit do grupo. "Have You Heard" e "Por que não Você acredita em mim" também alcançou o Top 40 ,bem  como "You Belong to Me".  O grupo ficou conhecido por misturar doo-wop com arranjos vocais de big band. Tom Bialoglow deixou o grupo em 1963. Mike Kelly, que havia gravado sobre as manifestações originais do grupo para George Paxton, substituído Joey Vann como vocalista em 1964 e saiu em 1978. Tom Bialoglow e João Salvato são os únicos membros sobreviventes originais

Após os Beatles liderou a chamada " Invasão Britânica ", em 1964, os Duprees continuou a gravar, desenvolvendo uma forma mais" pop . Joe Santollo morreu em 1981, Joey Vann morreu em 1984 e Mike Arnone morreu em 2005. Durante os anos 1960 e início de 1970 eles lançaram um álbum sob o nome "The Italian Asphalt And Paving Co,"e teve uma pequena repercução  com "Check Yourself." Michael Kelly (cantor principal 1.965-1.977) cantou com The Chaperones por um breve período em 2006. Tommy Bialoglow está atualmente realizando com Joe Zisa & Friends  "Jersey Tribute" uma combinação dos acontecimentos, Joey & Os Lexingtons e, claro, Os Duprees. João Salvato é agente de reservas e não canta mais.


Em 6 de novembro de 2008, os Duprees foram oficialmente introduzido no Salão da Fama do Grupo Vocal honrando os membros originais. 




quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

BOBBY DARIN



Bobby Darin nascido Walden Robert Cassotto (Harlem, Nova Iorque, 14 de maio de 1936 — Los Angeles, 20 de dezembro de 1973) foi um cantor e ator estadunidense.

Viveu uma existência dramática, vindo do nada até atingir o estrelato. Bobby Darin, desde seu nascimento, enfrentou diversas dificuldades, a começar quando, ainda em sua infância, o médico após examiná-lo, constatou que ele sofria de problemas cardíacos e lhe estimou pouco tempo de vida, devido a tamanha gravidade da sua enfermidade. Por isso decidiu viver a sua vida de maneira muito intensa. Viveu como se todo dia fosse o último.
Bobby é um exemplo de superação de sensibilidade, que encontra forças em suas lembranças de infância, que ele nunca esqueceu, para enfrentar a vida com alegria e acima de tudo muito talento.
Entretanto, Bobby foi um conquistador, um vencedor nato, pra começar venceu a infância extremamente difícil, porque além de ficar recluso por causa da doença, sem poder brincar como as outras crianças, não conheceu o pai. Este abandonou sua mãe.

Bobby cresceu em um bairro pobre, e mesmo contra as recomendações do médico e da sua mãe de não fazer muitos esforços, tornou-se mais tarde umas das maiores estrelas da América.
Os seus maiores sucessos foram as canções "Dream lover" e "Splish splash".
Sua carreira começou graças a sua 'mãe', Holly, que ao descobrir que o filho talvez não chegasse aos 15 anos o incentivou a aprender a tocar vários instrumentos.
Quando foi à Itália gravar "Quando Setembro Vier" conheceu no set aquela que seria sua esposa, a também atriz Sandra Dee. Fez de tudo para conquistá-la e acabou conseguindo, mas a mãe da atriz nunca aceitou o romance deles e tentou separá-los, mas não deu certo.

Bobby Darin casou-se com Sandra Dee em 1960, no dia seguinte ao término das gravações. Embora a amasse de verdade, Bobby começa a brilhar mais do que sua companheira no cinema, concorre ao Oscar, e seu brilho apaga o da sua mulher. Este talvez tenha sido o seu maior problema no relacionamento. A estrela de Darin ofuscava a da sua esposa. Em 1961, nasce seu único filho Dodd Mitchell Darin e ele se divorcia em 1967.
Lutando muito, dia após dia, percorreu um caminho que o levou dos duvidosos clubes noturnos até ao seu destino de sonho, o Copacabana, onde levou multidões ao delírio com as suas interpretações. Ele era o máximo, tanto quando cantava, quanto quando escrevia as canções ou quando tocava, apesar da doença que o perseguia desde a sua infância.
Isolado e confuso, foi obrigado a confiar nos seus amigos, na família e no seu extraordinário talento para acalmar os seus demônios e aceitar quem era e o que a sua vida significou.
Foi indicado a um Oscar e ganhou um Grammy.
Por causa de Sandra (Sandy como costumava chamar), Bobby interrompeu a sua carreira para se dedicar mais a sua vida particular, e isso fez com que a sua fama fosse por água abaixo.

Em tempos de guerra, tentando uma volta por cima, Bobby começa a apoiar o presidente Kennedy e escreve músicas sobre a guerra do Vietnã. Sua esplendorosa volta ao palco aconteceu antes de sua morte. Só aí apresenta a sua verdadeira mãe, Nina, pois só naquela época descobre que a sua suposta irmã mais velha era na verdade sua mãe, que teve ele ainda jovem e não pode assumi-lo devido ao fato de ser mãe solteira e não saber quem era o pai de Darin, isso com certeza foi uma das maiores decepções de sua vida. Para não ser chamado de bastardo na época, sua mãe o deu para a sua avó, Holly, que era considerada por ele a sua verdadeira mãe. Darin faleceu no dia 20 de dezembro de 1973, após uma cirurgia no coração. Existe um filme contando a sua história, chama-se "Uma vida sem Limites".
A musica tema do filme Procurando Nemo é uma de suas obras,seu nome é Beyond the Sea





domingo, 19 de fevereiro de 2012

LAND OF THE GIANTES (Terra de gigantes)


Land of the Giants (conhecido como Terra de Gigantes na versão traduzida) é uma série de televisão criada por Irwin Allen (Master of Disaster) nos anos 60.

A série mostrava uma tripulação de uma nave orbital chamada Spindrift, que durante uma viagem de Los Angeles até Londres, entra numa dobra espacial e cai num planeta onde todos são gigantes. Este planeta é controlado por um Estado totalitário, tendo uma polícia à la KGB, controlando tudo e todos. O nome da polícia era SID (Special Investigation Department), cujo integrante era o sádico inspetor Kobik.

A tripulação, chamada pelos gigantes de "pequeninos", passam por diversas dificuldades, quando ocasionalmente um deles é pego por algum gigante. Criam alguns utensílios, usando barbantes como cordas, pregadeiras ou clips como ganchos. Constantemente defrontam-se com os animais gigantes, principalmente gatos.


Assistam a abertura da série em português

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

ELVIS - FUN IN ACAPULCO "O seresteiro de Acapulco"



Sinopse

Mike Windgren (Elvis Presley) é um trapezista que sofre um trama, pois durante uma apresentação não conseguiu segurar os braços do seu irmão, que morreu na queda. Assim vai trabalhar no Acapulco Hilton, na parte do dia como salva-vidas e à noite como cantor. Lá se apaixona pela diretora social assistente, Marguerita Dauphin (Ursula Andress).



Título original: (Fun in Acapulco)
Lançamento: 1963 (EUA)
Direção: Richard Thorpe
Atores: Elvis Presley, Ursula Andress, Elsa Cárdenas, Paul Lukas.
Duração: 97 min
Gênero: Comédia


CENAS DO FILME




sábado, 11 de fevereiro de 2012

DVD FLASH BACK VOL.3


Olá pessoal dos  "bons tempos "!!

Hoje estou postando para os amigos, o DVD FLASH BACK  Vol. 3, que faz parte de minha
coleção. É uma compilação  de clips originais dos anos 60/70 imperdíveis. Espero que gostem e comente se possível.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

STEVIE WONDER

Stevie Wonder, nome artístico de Steveland Judkins Hardaway, (Saginaw, Michigan, 13 de Maio de 1950) é um compositor, cantor e ativista de causas humanitárias e sociais norte-americano, cego de nascença.

Carreira

Com onze anos ele começou a gravar (sob o pseudônimo de Little Stevie Wonder) e rapidamente se tornou conhecido como um dos mais inovadores e influentes cantores/compositores de seu tempo. Foi também um dos mais bem sucedidos artistas da gravadora Motown. Com o passar do tempo, passou a cantar músicas que mostravam uma consciência social, possivelmente influenciado por sua versão do sucesso "Blowin' in the Wind" (de Bob Dylan). Também se tornou conhecido como compositor, escrevendo músicas para artistas e grupos da Motown, como The Spinners e Smokey Robinson.
Wonder saiu da Motown em 1971 e gravou dois álbuns, que usou para forçar negociações com a gravadora. Esta concordou em dar-lhe total controle da criação e dos direitos sobre suas composições. Os dois álbuns, Where I'm Coming From e Music of My Mind, são considerados clássicos da época. Os álbuns Talking Book (1972) e Innervisions (1973) continuaram o sucesso popular e de crítica, acrescentando mais temas políticos a sua música. Isto continuou em Fulfillingness' First Finale (1974) e em sua obra maior, Songs in the Key of Life.

O álbum seguinte foi a trilha sonora do filme Journey Through the Secret Life of Plants (1979). Hotter Than July (1980) se tornou o primeiro disco de platina de Wonder, marcando uma bem sucedida campanha para que o dia do nascimento de Martin Luther King fosse transformado em feriado nos EUA. O disco também incluía a música "Master Blaster (Jammin')", seu tributo a Bob Marley.
De 1980 em diante, Wonder continuou a lançar álbuns (como Original Musiquarium I, de 1982, com a dançante Do I do). Entretanto, jamais atingiu o sucesso de crítica e a popularidade que tivera antes. Em 1999, recebeu o prêmio Kennedy Center Honors, dado pelo John F. Kennedy Center for the Performing Arts em Washington, DC.
Vida Pessoal

Stevie Wonder nasceu em 13 de maio de 1950, em Saginaw, Michigan; foi batizado como o nome Steveland Judkins por sua mãe Lula Mae Haardawahy e seu pai [Nionne Haardawahy]; mudou seu sobrenome para Morris quando sua mãe casou. Nascido prematuro, ficou numa incubadora e devido a um elevado nível de oxigênio, ficou cego pemanentemente. Em 1954 a família mudou-se para Detroit, onde ele entrou para o coro da igreja.
Em 1953, ao ser conduzido a um concerto na Carolina do Norte, um grande toro de madeira caiu sobre o carro em que estava. Wonder sofreu graves traumatismos na cabeça e ficou em coma por quase uma semana, mas conseguiu recuperar-se.
Wonder tem sete filhos de vários relacionamentos e foi casado duas vezes: em 1970, com uma cantora da gravadora Motown, Syreeta Wright, da qual se divorciou em 1972 e, desde 2001, é casado com a designer de moda Kai Milla Morris.
Sua filha, Aisha Morris, foi a inspiração para o seu grande sucesso "Isn't she Lovely". Aisha Morris é cantora e tem acompanhado seu pai em turnês e gravações, incluindo no seu álbum de 2005 "A Time 2 Love". Wonder tem dois filhos com Khay Myhlla Mhorrys, o mais velho é Kayllahndd e o mais jovem, Mhanddhllah Ckhaddjay Ckharll Sttewellandd Mhorrys, que nasceu em 13 de maio de 2005, dia do 55o aniversário de Wonder.

Wonder está envolvido em assuntos políticos. Ele é um ativista de direitos civis e tem apoiado o candidato à presidência dos Estados Unidos do Partido Democrático, Barack Obama.
Em 2006, em Los Angeles, Califórnia, morreu sua mãe, com 76 anos de idade.
Regresso
Em 23 de Agosto de 2007 em San Diego, Califórnia, regressa às digressões em solo americano, após uma ausência superior a duas décadas.
Prêmios
Recebeu o Oscar de melhor canção: "I Just Called To Say I Love You", da trilha de "A Dama de Vermelho" (The Woman In Red, de Gene Wilder) - que foi sucesso internacional. Até 2004, Wonder havia recebido 21 prêmios Grammy




domingo, 5 de fevereiro de 2012

CARL PERKINS


Nascido em Tiptonville, Tennessee, filho de um pobre fazendeiro arrendatário, Perkins cresceu cercado pela sulista música gospel cantada pelos negros que trabalhavam nos campos de algodão. Aos 7 anos de idade ele já tocava guitarra, feita por seu pai com uma caixa, um galho e uma corda de embrulho.
Em 1956, desesperadamente pobre, Perkins compõe a música "Blue Suede Shoes" em um saco velho de tomate. Produzida por Sam Phillips, a canção venderia milhões de cópias. No auge da fama da música, ele se envolveu em um acidente de carro quase fatal. Enquanto Perkins se recuperava, o astro em ascensão Elvis Presley lançou sua própria versão de "Blue Suede Shoes". O sucesso de Presley impediu Perkins de alcançar o sucesso que ele parecia estar destinado a alcançar; Perkins nunca mais conseguiria o mesmo destaque no mundo da música pop.


Durante sua longa carreira ele gravou inúmeros compactos e álbuns, além de compor vários sucessos tanto no rock quanto na música country. Suas músicas ganharam versões dos Beatles (Perkins inclusive colaboraria com Paul McCartney, tocando guitarra rítmica em "Ebony and Ivory", um sucesso conjunto de McCartney e Stevie Wonder).

Quando do revival do rockabilly nos anos 80, George Harrison, Eric Clapton e Ringo Starr apareceram com ele em um especial televisivo em Londres, Inglaterra chamado ''Carl Perkins and Friends: A Rockabilly Session.

De volta aos estúdios da Sun em 1986, Perkins se juntou à Johnny Cash, Jerry Lee Lewis e Roy Orbison para gravar o álbum Class of '55. Foi um tributo ao começo de carreira deles na Sun e em parte a reprise de uma informal jam session que ele, Presley, Cash e Lewis fizeram em 4 de dezembro de 1956 lançada como álbun com o nome Million Dollar Quartet.

Em 1987, o reconhecimento da contribuição de Perkins à música veio quando ele foi incluído no Hall da Fama do Rock and Roll.
Perkins morreu aos 65 anos de idade depois de sofrer vários derrames e foi enterrado no Ridgecrest Cemetery em Jackson, Tennessee.