quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

TO SIR WITH LOVE ( Ao mestre com carinho)



Sinopse

Um jovem professor enfrenta alunos indisciplinados, neste filme Clássico que refletiu alguns dos problemas e medos dos adolescentes dos anos 60. Sidney Poitier tem uma de suas melhores atuações como Mark Thackeray, um engenheiro desempregado que resolve dar aulas em Londres, no bairro operário de East End. A classe, liderada por Denham (Christian Roberts) Pamela (Judy Geeson) e Barbara (Lulu, que também canta a canção título) estão determinados a destruir Thackeray como fizeram com seu predecessor, ao quebrar-lhe o espírito. Mas Thackeray acostumado à hostilidade enfrenta o desafio tratando os alunos como jovens adultos que breve estarão se sustentando por conta própria. Quando recebe um convite para voltar a engenharia, Thackeray deve decidir se pretende continuar


Elenco

Sidney Poitier … Mark Thackeray
Christian Roberts … Denham
Judy Geeson … Pamela Dare
Suzy Kendall … Gillian Blanchard
Lulu … Barbara "Babs" Pegg
Faith Brook … Grace Evans
Geoffrey Bayldon … Theo Weston
Edward Burnham … Headmaster Florian
Gareth Robinson … Tich Jackson
Grahame Charles … Femman
Fiona Duncan … Euphemia Phillips
Patricia Routledge … Clinty Clintridge
Adrienne Posta … Moira Joseph
Ann Bell … Mrs. Dare
Christopher Chittell … Potter
Rita Webb … Mrs. Joseph
Anthony Villaroel … Seales
Roger Shepherd … Buckley
Dervis Ward … Mr. Bell
Lynne Sue Moon … Miss Wong

Assista o trailer

video

Ouça e veja a cantora e atriz Lulu,  cantando " To sir with love " tema do referido filme que fez grande sucesso na decada de 60. Ah!!... Bons tempos.



quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

domingo, 18 de dezembro de 2011

RENATO E SEUS BLUE CAPS

 

Grupo formado no final dos anos 50 pelos irmãos Renato, Edson e Paulo César, jovens moradores do bairro da Piedade, no Rio de Janeiro, com o nome Bacaninhas do Rock da Piedade. O primeiro nome foi censurado e o radialista Jair de Taumaturgo sugeriu o nome definitivo, inspirado no conjunto norte-americano Gene Vincent And His Blue Caps. Tocaram no rádio e em programas de televisão, como Os Brotos Comandam, da TV Rio, apresentado por Carlos Imperial. Gravaram o primeiro compacto em 1962 e se notabilizaram principalmente pelas versões que faziam de músicas de língua inglesa (a maioria britânicas), como "Menina Linda", versão de "I Should Have Known Better", "Até o Fim", versão de You Won't See Me" (ambas de Lennon/McCartney) e "Escândalo", versão de "Shame And Scandal In The Family" (Donaldson/ Brown). Já em 1963 Edson saiu do grupo e iniciou carreira solo com o nome Ed Wilson. Foi substituído por Erasmo Carlos, que teve uma participação breve no grupo. Tornaram-se um sucesso se apresentando no programa Jovem Guarda, em shows, festas e bailes. Em 1966 apareceram em dois filmes: Na onda do iê-iê-iê (p&b) e Rio, Verão & Amor (colorido).


Renato teve composições gravadas por outros artistas, como Roberto Carlos e Leno e Lilian. O grupo era formado por Renato Barros, voz; Erasmo Carlos, substituto de Edson Barros, voz; Carlinhos, guitarra; Tony e mais tarde Gelson, bateria; Paulo César Barros, baixo; e Cid, saxofone.

    DISCOGRAFIA

   Twist (1962 - Copacabana)
    Renato e Seus Blue Caps (1963 - SOM)
    Viva a Juventude (1965 - CBS)
    Isto é Renato e Seus Blue Caps (1965 - CBS)
    Um Embalo Com Renato e Seus Blue Caps (1966  CBS)
    Renato e Seus Blue Caps (1967 - CBS)
    Especial (1968 - CBS)
    Renato e Seus Blue Caps (1969 - CBS)
    Renato e Seus Blue Caps (1970 - CBS)
    Renato e Seus Blue Caps (1971 - CBS)
    Renato e Seus Blue Caps (1972 - CBS)
    Renato e Seus Blue Caps (1973 - CBS)
    Renato e Seus Blue Caps (1974 - CBS)
    10 Anos de Renato e Seus Blue Caps (1976 - CBS)
    Renato e Seus Blue Caps (1977 - CBS)
    Suco de Laranja (1979 - CBS)
    Renato e Seus Blue Caps (1981 - CBS)
    Pra Sempre - Renato e Seus Blue Caps (1983 - RCA)
    Batom Vermelho (1987 - Continental)
    Renato e Seus Blue Caps 1996 (1996 - Globo/Columbia)
    Renato e Seus Blue Caps - Ao Vivo! 2001 (2001 - WEA)

  Assistam à um trecho do filme na onda do iê, iê, iê , com a 
  participação de Renato e seus Blue Caps.  Ah !!... Bons Tempos



quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

VIDEO ANOS 60/70 "Oldies but Goldies "


Olá Pessoal dos " bons tempos "  !!!

Hoje estou postando um video intitulado " Oldies but Goldies " que faz parte de minha pequena coleção, trata-se de clips originais e apresentações em shows e programas de tvs realizado com cantores e bandas dos anos 60/70, uma tremenda raridade, a qual gostaria de compartilhar com os amigos (as), lembrando que devem baixar todas as partes em uma unica pasta, e ao descompactar a primeira as outras virão automáticamente formando todo video.

Bem turma é isso , gostaria se possível, que fizessem comentários a respeito do video.





domingo, 11 de dezembro de 2011

JAMES BROWN



James Joseph Brown Jr., conhecido também como "Mr. Dinamite", Nasceu em Barnwell, Carolina do Sul em 3 de Maio de 1933, Cantor , compositor e produtor musical norte-americano reconhecido como uma das figuras mais influentes do século XX na música. Foi o principal impulsionador da evolução do gospel e do rhythm and blues para o soul e o funky, sendo a invenção deste último gênero creditada a ele. Também deixou sua marca em outros gêneros musicais, incluindo rock, jazz, reggae, disco, no hip-hop e na música dançante e eletrônica em geral. Foi abandonado, aos 4 anos, por seus pais e deixado aos cuidados de parentes e amigos. Cresceu nas ruas de Augusta (Geórgia), onde cantava e dançava para pagar por sua vaga no quarto de um bordel. Abandonou a escola aos quinze anos e entrou no grupo de música gospel "Three Swanees", tocando bateria e cantando rhythm and blues. Aos 16 anos, passou três anos em um reformatório por roubar carros. Sua carreira de músico profissional iniciou-se em 1953, atingindo a fama no fim da década de 1950 e início da década de 1960, graças à força de suas performances ao vivo e a uma seqüência de grandes sucessos.


Apesar de numerosos problemas pessoais e alguns insucessos, ele continuou a produzir sucessos nas duas décadas seguintes. Nas décadas de 1960 e 1970, Brown era uma presença em assuntos políticos norte-americanos, especialmente no ativismo em favor dos negros e dos pobres.
Para tentar acalmar as tensões geradas nos dias após o assassinato de Martin Luther King Jr., em 1968, Brown entrou ao vivo em uma emissora de rádio de Boston e cantou durante a noite para conter os ânimos das revoltas.

Gravou mais de cinqüenta discos e teve mais de 119 singles nas paradas de sucesso. Todos os discos que ele gravou entre 1960 e 1977 ficaram entre os top 100. Gravou mais de oitocentas canções durante sua carreira. Entrou no Hall da Fama do Rock and Roll e recebeu um prêmio Grammy pela carreira musical, em 1992. Brown costumava trocar de terno uma dúzia de vezes durante um show e dançava freneticamente no palco.

Cinema

O cinema não foi ignorado por James Brown.
O músico participou como ator, em 1980, do filme The Blues Brothers (Os Irmãos Cara de Pau), estrelado por John Belushi e Dan Aykroid, e Rock IV, em 1986, que teve como tema musical a canção Living in América, especialmente composta por Brown para a trilha sonora do filme. Sua fama cresceu ainda mais com sua participação nos filmes Ski Party e The T.A.M.I. Show. E ainda retornou no Blues Brothers 2000


Cadeia

Complicações com a justiça também cercaram a vida de James Brown. O episódio mais marcante protagonizado por ele foi quando ameaçou com um revólver e um rifle um grupo de pessoas que invadiram sua propriedade. O músico foi perseguido pela polícia por vários Estados, preso e condenado por porte ilegal de armas e drogas.
Em 1988, Brown foi preso por agredir a mulher, Adrienne, e por consumo de drogas.

Condenado a seis anos de detenção, cumpriu metade da pena. Em 1991, depois de libertado, recomeçou sua carreira artística. Além de lançar discos e fazer shows, construiu também um império de negócios, incluindo várias estações de rádio e sua própria empresa de produções. Tinha uma grande frota de carros caros e um avião. Durante sua vida, ganhou fama de ser o homem que mais trabalhava na área artística. James Brown morreu aos 73 anos em 25 de dezembro de 2006, em Atlanta, Geórgia, EUA, após internação devido a severa pneumonia.Até o dia 5 de fevereiro, 40 dias após a sua morte, seu corpo ainda não tinha sido sepultado em virtude da ferrenha disputa entre os seus diversos supostos herdeiros.





quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

KING CREOLE Filme com ELVIS PRESLEY


King Creole (br / pt: Balada Sangrenta) é um filme estadunidense de 1958, do gênero drama musical, dirigido por Michael Curtiz e estrelado por Elvis Presley. O roteiro é baseado no romance A Stone for Danny Fisher, de Harold Robbins.
Primeiramente o roteiro seria oferecido a James Dean, mas com sua morte prematura em 1955 o projeto foi adiado, sendo poucos anos depois oferecido a Elvis. Foram feitas algumas alterações na história, entre elas, a mudança de Danny Fischer que passou de boxeador para cantor..
Uma das atrizes do filme, e atualmente freira Dolores Hart, trabalhou com Elvis em outro filme, Loving You, de 1957. Ela é sobrinha do tenor estadunidense Mario Lanza, grande ídolo de Elvis.
King Creole também é o nome do álbum da trilha sonora, avaliado como um dos melhores da carreira de Elvis.
Elvis demonstra nesse filme que só precisava de bons roteiros e bons diretores para mostrar o seu talento como ator, sendo bastante elogiado na época do lançamento da película, inclusive pelo próprio diretor, que a princípio não via com bons olhos trabalhar com Elvis, mas aos poucos se rendeu ao talento do garoto, segundo suas próprias palavras; outro que também o elogiou bastante, principalmente anos mais tarde, foi o seu companheiro de cena, o ator Walter Matthau.




SINOPSE

Danny Fisher é um rapaz em conflito com a sociedade em que vive, tornando-o assim um jovem rebelde. Nesse momento conturbado de sua existência, ele não tem total certeza do rumo que deve tomar em sua vida; acrescenta-se a isso o fato de que ele não é um bom exemplo como aluno. Em meio a essa fase problemática, ele começa a se apresentar em um bar na cidade de New Orleans (cidade onde se passa a história), contudo, o seu pai não aceita de forma alguma que ele troque os estudos pela carreira de cantor. Mesmo indo de encontro a vontade de seu pai, ele continua suas apresentações, tornando-se um enorme sucesso. Em paralelo a isso, o mau-caráter Maxie Fields faz de tudo para que seu concorrente seja colocado como atração principal em seu estabelecimento, e tudo isso em meio a duas mulheres que se apaixonam por ele.

ASSISTA O TRAILER




domingo, 4 de dezembro de 2011

EDDIE COCHRAN

Eddie Cochran ou Edward Ray Cochrane (Oklahoma City, Oklahoma, 2 de outubro de 1938  Bath, 17 de abril de 1960) foi um músico americano de rockabilly.

Começou a sua carreira musical em 1955 com seu amigo Hank Cochram (sem parentesco), que mais tarde viraria compositor country. A dupla gravava como The Cochran Brothers, enquanto Eddie trabalhava como músico de sessão e compunha suas próprias músicas.

Em 1956, Boris Petroff convidou Cochran para participar do filme The Girl Can't Help It. Ele aceitou, apresentando a música "Twenty-Flight Rock". Mas seu primeiro sucesso só emplacaria em 1957, uma de suas poucas canções escritas por outra pessoa, chamada "Sittin' in the Balcony". Cochran é mais lembrado por sua composição "Summertime Blues", que ajudou a modelar o formato do rock nos anos 60, tanto liricamente quanto musicalmente. Sua curta carreira foi marcada por mais alguns sucessos, como "C'mon Everybody", "Somethin' Else", "My Way", "Weekend", "Nervous Breakdown" e seu hit póstumo "Three Steps to Heaven".



Em 1960 Cochran morreu em um acidente de trânsito em Londres. O táxi em que viajava numa curta turnê capotou e o arremessou para fora. Sua namorada, a compositora Sharon Sheeley e seu amigo, o cantor Gene Vincent, sobreviveram.


Cochran foi levado ainda com vida para o hospital (St. Martin Hospital), mas faleceu às 4:10 horas. Curiosamente, o motorista chamava-se George Martin (homônimo do produtor dos Beatles). Ele reconheceu que dirigia em alta velocidade, foi multado em 50 Libras, suspenso 15 anos de dirigir e cumpriu pena de 6 meses na prisão.

Eddie Cochran está enterrado no cemitério Forrest Lawn Cypress em Cypress, Califórnia. Um álbum póstumo, My Way, foi lançado em 1964.

O selo britânico Rockstar Records pesquisa até hoje por canções inéditas de Cochran e conseguiu lançar mais material dele nos anos 70 do que quando ele estava vivo.

Cochran também é conhecido por seu instrumento favorito, a guitarra Gretsch 6120.

Discografia

    Singin' To My Baby Liberty LRP-3061 (Novembro de 1957)[2]
    12 of His Biggest Hits Liberty LRP-3172 (Abril de 1960) relançado como The Eddie  Cochran Memorial Album (Maio de 1960)
    Never To Be Forgotten Liberty LRP-3220 (5 de Janeiro de 1962)[2]
    Cherished Memories (December 1962)
    The Best Of Eddie Cohran Liberty-EMI U.K. (1985) (A faixa mono nº 16 do LP/cassette é  originada do The Rock 'N' Roll Masters series.)
    Greatest Hits Curb Records (1990)
    Singin' to My Baby and Never To Be Forgotten EMI Records (1993)
    The Very Best of Eddie Cochran (Junho de 2008)
    Eddie Cochran Story (6 de Julho de 2009)