sexta-feira, 25 de março de 2011

ESTÚPIDO CUPIDO - Vamos recordar


Estúpido Cupido foi uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 19 horas pela Rede Globo entre 1976 e 1977, contou com 160 capítulos. Foi escrita por Mário Prata e dirigida por Régis Cardoso.

As músicas e figurinos eram ambientados nos anos 60. Foi a última novela da Rede Globo produzida em preto-e-branco - ressalvando-se que seu último capítulo foi gravado em cores sem que os atores soubessem disso, pois era desejada a surpresa de que a emissora já estava com a totalidade de suas câmeras em cores.

A música de abertura, Estúpido cupido, era interpretada por Celly Campello.



Sinopse

Albuquerque, cidade do interior paulista, serviu de inspiração para o autor Mario Prata escrever a novela Estúpido Cupido. A trama retrata o cotidiano dos jovens da cidade durante a década de 60. Com a chegada da cantora Celly Campello, a população se alvoroça ao se organizar para recebê-la. No mesmo período acontece o concurso de Miss Brasil, que tem uma representante local, Maria Teresa, a Tetê. Uma discussão sobre preconceito racial agita a cidade- um grupo da escola resolve montar a peça O Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna, cujo Cristo é personificado por um negro. No núcleo rebelde, Mederix e seus amigos, representam a juventude transviada. A chegada da prima carioca de Tetê, Betina, com um comportamento mais avançado do que o das mocinhas locais, muda o ritmo de albuquerque. O relacionamento amoroso entre o viúvo Guima e a desquitada Olga, mãe de Tetê, extrapola os padrões da época. As fofocas por telefone comandadas por Adelaide e Eulália são um caso a parte.


ELENCO

NEY LATORRACA - Mederiquis (Antônio Ney Medeiros)
FRANÇOISE FORTON - Tetê (Maria Teresa)
LEONARDO VILLAR - Guima (Alcides Guimarães Filho)
MARIA DELLA COSTA - Olga
RICARDO BLAT - João
JOÃO CARLOS BARROSO - Caniço (Joel Otávio)
DJENANE MACHADO - Glorinha
LUIZ ARMANDO QUEIRÓZ - Belchior
ELIZABETH SAVALA - Irmã Angélica
NUNO LEAL MAIA - Acioli
MAURO MENDONÇA - Dr. Siqueira (Tom Mix)
MARILU BUENO - Mariinha (Maria Antonieta)
TIÃO D'AVILA - Carneirinho
HELOÍSA RASO - Aninha
HELOÍSA MILET - Betina
SÔNIA DE PAULA - Ciça
ÊNIO SANTOS - Prefeito Aquino
OSWALDO LOUZADA - Guimão
CÉLIA BIAR - Adelaide (Danadinha)
KLEBER MACEDO - Eulália (Papudinha)
SUELY FRANCO - Irmã Consuêlo
IDA GOMES - Madre Superiora Encarnación
EMILIANO QUEIRÓZ - Padre Almerindo
ANTÔNIO PATIÑO - Padre Batista (Batistão)
CARLOS KROEBER - Frei Damasceno
VICK MILITELLO - Daquinha (Joana D´Arc da Silva)
TONY FERREIRA - Cabo Fidélis
LUÍS ORIONI - Miguel
ZANONI FERRITE - Pepê
RICARDO GARCIA - Zé Maria
CLÁUDIO MOTTA - Gordon
CLÁUDIO FONTES - Godinho
SANDRO POLÔNIO- Comendador Giovanni Fanfani
HENRIQUETA BRIEBA - mãe de Olga






IMAGENS


















ELENCO




ESTÚPIDO CUPIDO (1976) abertura





ESTÚPIDO CUPIDO - Let's Twist Again (1976)






sábado, 19 de março de 2011

UM MOMENTO MÁGICO NOS BONS TEMPOS

                                                                    





                                                       THE BEATLES


Foram apenas pouco mais de 7 anos de registro musical, mas do final de 1962 até o início de 1970 os Beatles deixaram um inigualável tesouro artístico. 13 álbuns e inúmeros singles e EPs embalam até hoje nossa lembrança e  atraem cada vez mais fãs. Muitos nascidos mesmo depois da morte de John Lennon.
Não dá para escrever tudo sobre os Beatles, suas influências vão além do campo musical, e alterou em muito a maneira de pensar e vestir dos jovens dos anos 60. Do 'Yeah Yeah Yeah' até as 'Revolutions' muita coisa aconteceu, e aqui vai um breve histórico do que foi o grupo que transformou o mundo.

LIVERPOOL

Talvez os Beatles não tivessem sido os Beatles se não tivessem nascido em Liverpool. Esta cidade ao Oeste da Inglaterra era o 'must' ao que se referia ao novidades do que acontecia na América. Era lá que desembarcavam marinheiros com discos de cantores como. Elvis Presley, Little Richard, Chuck Berry, Buddy Holly. Foi aí assim que   John Lennon e Paul McCartney tomaram conhecimento daquele ritmo estranho que vinha do além mar chamado 'Rock and Roll'.

John Lennon, um estudante  da Quarry Bank High School tinha em 1956 uma banda chamada 'The Quarrymen' ( claro... olha o nome da escola ). Formada com colegas de turma, a banda se contentava em tocar em festinhas   escolares, bingos e Igrejas, e foi atrás de uma que John Lennon, que era o líder da banda, conheceu Paul McCartney numa apresentação. Os gostos musicais os aproximaram, e visto que Paul, além de tocar e cantar bem tinha um 'quê' de Elvis Presley, foi convidado a entrar no grupo, tocando guitarra

Mais tarde Paul trouxe George Harrison, naquela época com apenas 17 anos. Apesar do pé atrás de John quanto a ter um adolescente espinhudo no grupo, ele acabou aceitando, pois George sabia muito mais acordes do que os dois juntos.Integrava ainda a banda Suart  Stucliffe no baixo e vários bateristas que se revezavam e não duravam muito.

No final dos anos 50 John já estudava na Escola de Artes de Liverpool, tornando o nome 'Quarrymen' fora de propósito.  Por algum tempo a banda se chamou 'Johnny and the Moondogs' , depois the 'Silver Beetles', e com o trocadilho entre 'Beetle' ( besouro ) e 'Beat' ( batida ) surgiu o nome que todos nós conhecemos até hoje.





THE BEATLES

No início dos anos 60 o grupo era formado por John, Paul e George nas guitarras, Stuart no baixo e um novo baterista chamado Pete Best ( considerado até hoje o cara mais azarado da história ). Naquela época todos faziam o estilo 'Teddy Boy', nada parecido com a imagem Beatle que conhecemos. mais pareciam James Deans tocando guitarra, com topetes, roupas de couro e botas até a canela. Foi numa viagem a Alemanha, onde tocaram em Hamburgo que Astrid Kishnerr, namorada de Stu, sugere aos garotos a pentarem o Cabelo para frente. Só Pete Best recusou.

Nessas noitadas em Hamburgo, era comum os Beatles tocarem quase 8 horas seguidas, num repertório que ia desde clássicos de filmes, até Boleros e  Rock and Roll . Isso foi crucial para os rapazes, pois aí podiam experimentar com o público canções que eles começavam  a escrever. Nessa época gravam um disco com Tony Sheridam, um inglês metido a Elvis Presley, mas a contribuição no disco se resume ao acompanhamento, salvo uma música instrumental e outra com o vocal   de John.

Quando os Beatles voltam para a Inglaterra, Stu decide ficar com sua namorada alemã em Hamburgo, onde morre logo depois devido as consequencias de uma briga.  Isso fez com que John se aproximasse mais de Paul, visto que até então Stu era seu melhor amigo.
Foi assim que Paul virou baixista.

BRIAN EPSTEIN

O até hoje famoso Cavern, era um bar numa rua escura de Liverpool, frequentado por bem comportados Jazzistas. Os Beatles tocavam lá frequentemente, o que fez o bar mudar a sua clientela por um bando de adolescentes que gritavam e curtiam Rock and Roll. Foi nesse local que Brian Epstein, conhecido empresário da cidade, dono de uma loja de discos tomou a decisão de empresariar os rapazes.
O Bem comportado empresário impõe certas regras aos rapazes , como não comer no palco, não tomar anfetaminas, agradecer as apresentações, e o mais importante, se vestirem decentemente. Tá aí a imagem que temos dos Beatles até hoje. Bem comportados meninos em terninhos impecáveis ( para desespero de John Lennon, um autêntico Rocker )

Brian consegue uma audição na gravadora DECCA, em 1962, mas foram recusados, pois conforme o diretor artístico da época, os grupos de guitarra estavam acabando ( este cara deve ter sido demitido logo depois ). Na sua pregrinação de gravadora em gravadora, Brian bate na porta da Parlophone, uma subsidiária da mega potente 'EMI', cujo produtor era George Martin.

É claro que George Martin, com sua grande veia artística viu futuro naquele grupo. Boas músicas, bom visual, bom vocal.... só faltava uma coisa: um bom baterista. Foi nessa que Pete Best dançou, e em seu lugar entrou um velho companheiro dos garotos, Richard Starkey, mais conhecido como Ringo Starr ( que ficou sendo conhecido como o cara mais sortudo do mundo )

BEATLEMANIA

O primeiro compacto, gravado no final de 1962 continha 'Love Me Do' e ' P.S. I Love You'. Fez um estardalhaço em Liverpool, mas no resto da Inglaterra chegou ao mero 17º lugar. Pouco tempo depois os rapazes compôem e lançam 'Please Please Me'. Aí sim. 1º lugar na Grã Bretanha, e o passo para o 1º LP com o mesmo nome 'Please Please Me'. os compactos 'From Me To You', She Loves You' e 'I Wanna Hold Your Hand', chegam ao topo da parada.
As várias apresentações na TV , as  excursões  pela Inglaterra  e o lançamento do 2º LP, 'With The Beatles ' deixaram o grupo para dar um passo maior na carreira : Conquistar a América.

Quando os Beatles chegaram nos Estados Unidos, estava decretada oficialmente a Beatlemania. No programa Ed Sullivan, no qual se apresentaram, fizeram um sucesso danado e a nação se surpreendeu pelo bom humor dos rapazes, na verdade, o humor cínico inglês, e 'I Wanna Hold Your Hand' fica no pico das paradas, e os Lps começam a ser lançados nos Estados Unidos, com variações e capas diferentes dos originais ingleses.

É lançado ainda o filme 'A Hard Day´s Night' , que acompanha um álbum do mesmo nome... , que até hoje é cult no meio musical, e documentava o dia a dia dos Beatles. Dá-se assim uma onda de consumismo em tudo que se referia a Beatles: guitarras, carteiras, meias, lancheiras, cortinas,... e até perucas. Aproveitando toda essa repercussão lançam ainda 'Beatles For Sale'  ( 'Á venda - ironizando a situação ).

No meio de excursões e gravações, lançam em 1965, seu 2º filme, 'Help', com o álbum do mesmo nome. O filme é uma paródia dos filmes de 007, com locações em vários lugares do mundo, pois agora tinham mais dinheiro. Nessa época os quatro são condecorados pela Rainha com mérito por trazerem divisas ao Reino Unido.

REVOLUÇÃO MUSICAL

O álbum ´Rubber Soul´, lançado no final de 65 começa a mostrar que algo estava acontecendo na cabeça daqueles quatro meninos. As letras já não eram tão bobas assim, e não se resumiam em 'ela ama você' e 'eu amo ela'. A Influência de Bob Dylan, que os apresentou as drogas e o interesse por outros instrumentos e estilos musicais fizeram desse disco o 1º passo de que algo estava por vir.

´Revolver´, lançado em 66 foi definitivamente um divisor de águas, que acompanhou uma fase definitiva dos Beatles. O grupo decidiu não fazer mais turnês, pois além do desgaste, muitas músicas ficaram impossíveis de serem tocadas em shows. A declaração de John, de que eram mais populares que Jesus, a queima de discos pela Klu-Klux-Klan e Incidentes em turnês fez com que a crítica alardeasse  uma suposta queda do grupo, mas o melhor ainda estava por vir.

SGT PEPPER

O Álbum 'Sgt Pepper´s Lonely Hearts Club Band' é tido como um marco na história da musica, e para a maioria dos críticos, o disco mais importante já lançado. Em 1967 sai esse que seria o primeiro disco conceitual e o precursor do  rock progressivo. Sucesso de vendas e críticas foi também um dos primeiros discos do movimento Hippie que surgia na época, tranformando músicas em pinturas e viagens, para as cabeças da época, muito mais do que simples músicas ( ouça esse disco com fones de ouvido que você entenderá )

Logo depois gravam o filme para a TV ' Magical Mystery Tour', que foi um fiasco, pois o roteiro era viajandão demais para uma apresentação de natal da BBC, mas o disco contém ótimas músicas e como todos os outros, alcançou o 1º lugar rapidinho.

Foi numa palestra do mestre Hindu 'Maharishi' no País de Gales que os Beatles recebem a notícia de que seu empresário Brian Epstein havia morrido numa overdose de calmantes. Isso desestruturou o grupo, que fez com que Paul McCartney tomasse as rédeas musicais e administrativas. Foi aí que surgiu a Apple.

APPLE

O que seria uma gravadora para promover e descobrir novos artistas, logo se tornou uma dor de cabeça para os Beatles. que nunca tiveram tino comercial. A butique que abriram com o mesmo nome logo faliu, mas o selo Apple conseguiu realizar coisas valiosas, como a descoberta de James Taylor , além de todos os lançamentos dos Beatles daí por diante, como o compacto mais vendido de 1968, 'Hey Jude', que muitos duvidaram que emplacasse, pela sua duração de 7 minutos.

Do retiro que fizeram na Índia para estudar meditação, surgiu o Álbum 'The Beatles' ( mais conhecido como o Álbum Branco ), um disco duplo com 30 músicas, tido como um dos melhores discos de rock até então. mas que infelizmente não tinha mais aquela coesão dos 4 garotos, pois problemas começaram a surgir.

O clima pesado das gravaçoes fizeram Ringo abandonar o grupo em 68, mas que logo se arrependeu e voltou dias depois.O pior foi quando John Lennon começou a levar para o estúdio sua nova namorada, Yoko Ono, que além de não sair do seu lado começou a dar pitaco nas composições dele

Mesmo assim, em 1969 saiu o desenho animado e o disco  'Yellow Submarine', com sobras musicais que os Beatles gentilmente cederam para o filme. Do que seria um desenho sem nenhuma participação dos Beatles reais, o filme se tornou um marco da animação, tornando-se até hoje um ícone da história cinematográfica, e os próprios Beatles gostaram tanto que fizeram uma ponta no final da fita.






LET IT BE

Talvez o desespero de Paul McCartney em ver a banda se fragmentando fez com que ele levasse adiante o projeto de um novo filme chamado 'Get Back', que mostraria os Beatles unidos e de volta as origens,  ensaiando, compondo, sem toda aquela parafernalia de estúdio e fazendo um show no final. As sessões foram angustiantes e só aceleraram o fim do grupo. O próprio George Harrison chegou a abandonar a banda, mas voltou também logo depois. Assim, o projeto foi arquivado e só viria a luz do dia em 1970, sob o título de 'Let it Be'.

Quando tudo parecia acabado, em meados de 1969, a banda se levanta e dá o seu último suspiro, para muitos o mais belo e o mais bonito. .'Abbey Road ' é uma obra prima, desde a capa ao conteúdo, e mostra os Beatles como sempre foram. ótimos musicos, compositores, cantores. Infelizmente, logo depois das gravações, John Lennon, que estava mais preocupado com sua nova banda 'The Plastic Ono Band ' e sua campanha pela paz, avisa que está abandonando o grupo, mas tudo foi mantido em segredo até abril de 1970 quando o próprio Paul anuncia que está deixando os Beatles, para mágoa de John, pois era ele que havia saído.




THE DREAM IS OVER

Numa famosa entrevista de John em 1970 ele anuncia que o Sonho Acabou, que os Beatles não exitem mais e não tem mais planos para gravarem juntos... mas o sonho continuou até 1980, quando milhões de pessoas alimentavam a esperança de ver aqueles caras, agora tão diferentes tocarem juntos mais uma vez.... mas não deu!... e mesmo assim, quando até hoje ouvimos os acordes finais de 'The End', no final do disco Abbey Road. Dá para pensar no legado que esse grupo deixou para nós.
Felizes somos nós que tivemos os Beatles.







Para os amigos dos " Bons tempos ", 41 grandes  sucessos musicais dos Beatles para recordar e matar a saudades.

 BAIXAR MÚSICAS

quinta-feira, 10 de março de 2011

DIÁRIO DOS ANOS 60/70

Olá moçada dos bons tempos!!

Vejam este vídeo abaixo,  que é a reflexão  sobre como foram felizes os anos 60/70, as
músicas que tocam são: Memórias com  Renato e seus Blue caps, e o Diário com
Carlos Gonzaga; Notem que a pessoa que montou esse video, teve  a imensa felicidade
de realmente retratar os bons tempos.

Curtam este vídeo até o fim.


sábado, 5 de março de 2011

BEE GEES



Biografia

O grupo de Pop Rock e Dance era formado pelos irmãos britânicos Barry Gibb, Robin Gibb e Maurice Gibb, sendo os dois últimos gêmeos. Quando criança, os garotos costumavam aprontar muito. Em consequência de uma dessas travessuras, a família toda teve que mudar de cidade. Nesta época, mudam-se para a Austrália, onde a carreira começa a tomar forma.

Ainda na Inglaterra, por volta dos anos 50, os irmãos começaram a fazer dublagens de músicas famosas no cinema da época. O grupo foi ganhando notoriedade e passou a ser conhecido como The Brothers Gibb (Os Irmãos Gibb), que mais tarde deu origem ao tão popular nome Bee Gees.

Na Austrália, no final da década de 50, o grupo começou a se apresentar em hotéis e clubes, fazendo diversas aparições em programas televisivos da região. Entre 1963 e 1966, o Bee Gees lançou dois álbuns e treze singles, num total de 35 músicas, dentre elas estavam “Three Kisses of Love” e “I Was a Lover, a Leader of Men”. Estes trabalhos foram lançados apenas para a Austrália.



O ano de 1967 é marcado pela volta da família Gibb para a Inglaterra, levando com eles dois músicos australianos, o baterista Colin Peterson e o guitarrista Vince Melouney, que faziam parte da banda de apoio dos irmãos no começo da carreira. Com esta formação, conseguiram um contrato com uma gravadora e lançaram o primeiro álbum distribuído mundialmente: “Bee Gees’ 1st”.

Ainda neste ano, o grupo lança o single “New York Mining Disaster 1941”, levando como nome da banda Be...es, que confundiu muitos fãs, pois remeteu à grupo do momento na época: Beatles. Devido a esta jogada, o single vendeu muito, e mais pessoas passaram a conhecer o trabalho da banda. Outro single lançado no mesmo ano, e ainda mais importante, foi “Massachusetts”, responsável por alavancar o sucesso do Bee Gees.

Com os próximos álbuns, a banda continuou repetindo o sucesso e crescendo constantemente. Alguns dos singles mais famosos desta época foram “To Love Somebody”, “Words”, “I’ve Gotta Get a Message To You” e “I Started a Joke”.

A banda sofre alguns desfalques em sua formação no final da década de 60, antes e durante a gravação do álbum “Odessa”.  Robin Gibb, Vince Melouney e Colin Petersen deixam a banda. Robin decide seguir carreira solo, e os dois outros irmãos continuam gravando pelo Bee Gees, lançando o álbum “Cucumber Castle”, em 1970.

Após os três se dedicarem a projetos paralelos, eles se reunem e lançam um novo álbum no final do mesmo ano, chamado “2 Years On”. Em 1971, o grupo lança o disco “Trafalgar”, contendo um dos maiores sucessos da carreira: “How Can You Mend a Broken Heart?”, além de “Country Woman”.

Apesar do estrondoso sucesso que faziam nesta época, o Bee Gees começou a decair pela utilização frequente do mesmo ritmo: o Pop Rock, que entrou em decadência apo o fim dos Beatles. Em consequência disso, o grupo teve o álbum “A Kick in the Head is Worth Eight in The Pants”, de 1973, rejeitado pela gravadora.

Foi em 1976, com o disco “Children of the World”, que a banda recuperou o fôlego e os fãs. O Bee Gees apostou numa levada mais dance, que era moda naquela época, e emplacou um dos maiores clássicos da Dance Music dos anos 70: “You Should Be Dancing”.

Um ano depois deste álbum, foram convidados para participar da trilha sonora do filme Saturday Night Fever (em português, Os Embalos de Sábado à Noite). O grupo conquistou ainda mais o público, principalmente através das músicas “Stayin’ Alive”, “How Deep Is Your Love?” e “Night Fever”.

Os integrantes dão uma pausa no final da década de 70 para, novamente, se dedicarem a projetos próprios. Em 1981, a banda volta com o disco “Living Eyes”. O trabalho não obteve sucesso como os anteriores, pois nessa época surgia o Punk Rock, tornando-se predominante nas rádios.

Após gravar algumas faixas para a trilha do Os Embalos de Sábado Continuam, a banda se separa novamente e os integrantes voltam aos projetos paralelos. Marcando a volta do grupo, em 1986, o Bee Gees lança “E.S.P.”, com o sucesso “You Win Again”. Três anos depois, em homenagem ao irmão e também cantor Andy Gibb, que falecera devido a problemas cardíacos, chega às lojas o disco “One”.

A década de 90 e o começo dos anos 2000 foram marcados por uma imensa variedade de singles e diversos álbuns lançados. Algumas das principais músicas foram “Alone”, Closer Than Close”, “Still Waters Run Deep”, “You Win Again” e “Chain Reaction”.

“This Is Where I Came In” foi o último álbum gravado pelo grupo, e trouxe canções como “Sacred Trust”, “Wedding Day” e “Just In Case”. Os integrantes do Bee Gees optam por mais uma pausa na carreira, porém, esta seria para sempre.

No dia 12 de Janeiro de 2003, Maurice Gibb, o vocal de apoio e instrumentista da banda, falece devido a um ataque cardíaco durante uma cirurgia. Barry e Robin Gibb anunciam o fim do Bee Gees alguns dias depois. Os dois continuam atuando em suas carreiras solos, e em 2006 se reuniram para duas apresentações especiais.