domingo, 19 de novembro de 2017

PEACHES & HERB


A história da dupla Peaches & Herb começa em 1965, formada por Herbert Fame, que sempre foi o "Herb" e Francine Hurd Barker, a primeira "Peaches".

A dupla surgiu pelas mãos de Van McCoy e durante os anos 60 e início dos 70 emplacou vários sucessos na parada Billboard.

Com o passar do tempo, várias "Peaches" se revezaram, desde que Francine resolveu deixar a dupla em 1967. Dez anos depois, também por intermédio de Van McCoy, surgiu Linda Greene, a nova "Peaches". Foi com essa formação que a dupla alcançou o auge da popularidade.

Em 1978, assinaram com a Polydor e lançaram o álbum 2 Hot!, que trazia o contagiante clássico da Disco-Music "Shake Your Groove Thing", chegando aos primeiros lugares das paradas. Mas em plena era Disco, a dupla surpreendeu e conseguiu fazer ainda mais sucesso com a balada "Reunited", que ficou durante 4 semanas consecutivas em primeiro lugar na Billboard. O álbum ganhou disco de platina.


No ano seguinte, a dupla lançou outro álbum, aos moldes do anterior. A regravação de "I Pledge My Love" foi uma tentativa de repetir o sucesso de "Reunited", enquanto a faixa "Roller Skatin' Mate" tentou substituir "Shake Your Groove Thing". Não tiveram a mesma repercussão.
Em 1983, a parceria entre Herbert Fame e Linda Greene terminou.


domingo, 12 de novembro de 2017

BONEY M

Boney M é um grupo de disco' music e eurodisco que teve um grande sucesso durante os anos 70 e 80. Foi criado pelo produtor alemão Frank Farian em 1976, e era composto por quatro artistas das Índias Ocidentais que trabalhavam em Londres, na Alemanha e na Holanda

Especula-se que, quando Frank Farian lançou pela primeira vez a canção Baby Do You Wanna Bump?, em 1974 com o nome de Boney M, a voz na gravação era a dele, e só quando a música virou um sucesso é que ele decidiu arranjar um grupo de dançarinos e um vocalista para inventar um "grupo". O nome "Boney" era de um personagem de uma série de TV na Austrália. O grupo evoluiu antes de ter os integrantes que conhecemos hoje: só Maizie Williams participou desde o princípio.
Rivers of Babylon se tornou o segundo maior sucesso de vendagem no Reino Unido em 1978, quando a música Brown girl in the Ring, que também compunha o disco, também se tornava sucesso nas rádios. Foi, na época, o único single além de Mull of Kintyre (gravada por Paul McCartney), a vender mais de dois milhões de cópias no Reino Unido.

Eles novamente conseguiram mais de 1 milhão de cópias vendidas no Reino Unido com sua versão de um clássico do calypso, Mary's Boychild (anteriormente gravada por Harry Belafonte).
Outros sucessos incluíram:
    Daddy Cool (lançada em 1976 - chegou a vender 100 mil cópias semanais na Alemanha)
    Sunny (de 1976 - no Brasil, Leo Jaime fez uma versão desta música, chamada Sonia)
    a bem conhecida Ma Baker (de 1977)

 Rivers of Babylon teve também uma versão (Rios da Babilônia) de sucesso no Brasil interpretada pela cantora Perla, muito popular na época.
    Love for sale (1977)
    Nightflight to Venus (1978)
    Rasputin (de 1978)
    Gotta Go Home (de 1979, ganhou versão techno do projeto Duck Sauce em 2010, chamada Barbra Streisand)
    Hooray, hooray, It's a Holi-Holiday" (1979) - teve também uma versão (Férias de Amor) de sucesso no Brasil interpretada pela cantora Perla, muito popular na época
    Painter Man (em homenagem a Andy Warhol)

Em 1986, dez anos após o lançamento de sua formação mais conhecida, o grupo já acumulava 18 discos de platina, 15 discos de ouro e cerca de 150 milhões de unidades vendidas pelo mundo. O grupo se desfez naquele ano, porém o sucesso de alguns remixes (como Daddy Cool - anniversary remix) continuou. Tentou-se recriar o grupo com nova formação, porém o sucesso continuou a ser o da formação original.

Entre o final dos anos 1980 e 1990 grupo dividiu-se e um veredicto de tribunal autorizou todos os quatro membros originais do grupo – as três cantoras e Bobby Farrell – a dar concertos com o nome “Boney M”.
Em Portugal, os Boney M. de Farrell actuaram em Agosto de 2007 no XXII Festival do Marisco de Olhão, em 2008 no Carnaval no Casino de Lisboa, e também na passagem de ano no Casino de Espinho.


O cantor da banda de disco music Boney M., o holandês Bobby Farrell, morreu dia 30 de dezembro de 2010 em um quarto de hotel em São Petersburgo - Rússia aos 61 anos, onde estava para fazer shows, anunciou o empresário do artista, John Seine.

Seine não deu detalhes sobre as causas da morte do músico, que chegou a fazer uma apresentação na noite anterior e ia a viajar à Itália para realizar outra apresentação.

domingo, 5 de novembro de 2017

PATRICK JUVET

Patrick Juvet (também conhecido como Patrick Jouvet) (Montreux, 21 de agosto de 1950) é um músico suíço

Desde cedo aprendeu a tocar piano. Depois dos 18 anos sonhava em se mudar para Paris, mas foi na Alemanha que começou sua carreira, mas nada ligado à música: com seu porte de bom rapaz e figura esbelta fez sucesso como modelo fotográfico. Após um curto período conseguiu realizar o seu sonho e foi morar na França, conhecendo lá o produtor Eddy Barclay em Saint-Tropez. Impressionado com o talento musical de Patrick, em outubro de 1971 ele o levou a um estúdio, onde gravou suas primeiras canções românticas. Fez muito sucesso na França, sendo reconhecido até os dias de hoje. Participou no Festival Eurovisão da Canção 1973, em representação da Suíça, com o tema "Je vais me marier, Marie"


Já era um pop star local quando decidiu mudar de rumo e seguindo a febre disco gravou "Où sont les femmes" (1977) e o super hit "I Love America", este último produzido pelo francês Jacques Morali, que alcançou o 1° lugar em 15 diferentes países, incluindo os Estados Unidos.

domingo, 29 de outubro de 2017

BILLY JOEL

Billy Joel, nascido William Joseph Martin Joel (Bronx, 9 de Maio de 1949)[1] é um cantor, compositor e pianista norte-americano.
Em 1973, lançou sua primeira música de sucesso, "Piano Man".

De acordo com o RIAA, Joel é o sexto artista que mais vendeu nos Estados Unidos, com 78,5 milhões de discos.
Joel tem músicas de sucesso entre os anos 1970, 80, e 90; alcançando por 33 vezes o Top 40 nos Estados Unidos, todos os quais ele próprio escreveu. Ganhou o Grammy 6 vezes e teve 23 nomeações. Já vendeu mais de 150 milhões de álbuns pelo mundo fora. Foi incluído no Songwriters Hall of Fame em 1992, no Rock and Roll Hall of Fame em 1999 e no Long Island Music Hall of Fame em 2006. Em 2001, Joel recebeu o prêmio Johnny Mercer do Songwriters Hall of Fame. Em 2013, Joel recebeu o Prêmio Kennedy, a maior honraria estadunidense por influenciar a Cultura America através da arte. Com a exceção da canção de 2007 "All my Life" e "Christmas in Fallujah", Joel parou de escrever e lançar material pop/rock após o álbum de 1993 River of Dreams. No entanto, ele continua a fazer turnês, e toca canções de todas as eras da sua carreira solo em seus shows.
A coletânea "Greatest Hits Volume I & Volume II" é o disco duplo mais vendido de todos os tempos, segundo lista da RIAA.
Billy Joel é um dos artistas mais ricos do mundo, com uma fortuna estimada de 475–510 milhões de dólares.

sábado, 21 de outubro de 2017

FRANKIE VALLI


Frankie Valli (nascido a 3 de Maio de 1934 em Newark, Nova Jérsei com o nome de Francis Stephen Castelluccio) é mais conhecido como o vocalista principal do grupo pop rock The Four Seasons, um dos mais destacados grupos musicais da década de 1960, que passou também pela chamada Era Disco dos anos 1970, e continua a existir até hoje.


Em 1978, gravou e marcou a época em todo o mundo com a música "Grease", composta por Barry Gibb dos Bee Gees, para o filme "Grease - Nos Tempos da Brilhantina", estrelado por John Travolta e Olivia Newton-John.



As músicas de Valli estiveram por 25 vezes no Top 40 de sucessos dos Estados Unidos. Em 1990 o cantor e seu grupo foram incluídos no Hall da Fama do Rock and Roll.
Certamente sua música mais conhecida é "Can't Take My Eyes off You ". Que é até hoje utilizada em diversos filmes e comeciais de Tv.

domingo, 15 de outubro de 2017

BILLY PRESTON


William Everett "Billy" Preston (9 de setembro de 1946 - 6 de junho de 2006) foi um músico soul bastante influente desde o final da década de 1950 e anos 60, colaborando com grandes nomes da indústria da música desde então, dentre eles: Nat King Cole, The Beatles, John Lennon, George Harrison, Ringo Starr, Eric Clapton, The Rolling Stones, Sammy Davis Jr., Aretha Franklin, The Jackson 5, Quincy Jones, Bob Dylan, Sly & the Family Stone, Jet e Red Hot Chili Peppers, principalmente no teclado e vocal.

Iniciou sua carreira tocando no conjunto de música gospel de Andraé Crouch e seus primeiros álbuns também foram no estilo gospel tradicional dos Estados Unidos. Uma de sua primeiras aparições deu-se num programa de televisão em 1957 ao lado do lendário Nat king cole, onde cantaram juntos a canção Blueberry Hill. Sua fama cresceu muito quando tocou um órgão no estilo gospel em Let it Be dos Beatles, em 1969. Em 1970 tocou com George Harrison no álbum All Things Must Pass. Logo depois, em 1971, novamente apareceu com George Harrison e Ringo Starr, além de vários outros gigantes do rock clássico, no Concerto para Bangladesh em Nova Iorque, um concerto beneficente onde tocou um dos seus maiores sucessos, a música de sua autoria, That's The Way God Planned It. O seu estilo então variou entre o gospel, o soul, o rhythm and blues, e o blues-rock e continuou colaborando com vários artistas além de gravar seus próprios projetos. Em 1978 fez o papel de Sgt. Pepper no filme de Robert Stigwood, Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band.

Faleceu em 6 de junho de 2006 devido a complicações renais. Encontra-se sepultado no Cemitério Inglewood Park, Los Angeles, Califórnia nos Estados Unidos.

domingo, 8 de outubro de 2017

"CHIPS " (Seriado)


CHiPs foi uma série de TV estadunidense, exibida em 6 temporadas, de 1977 a 1983. É baseada nas aventuras de dois patrulheiros rodoviários em motocicletas na Califórnia. A sigla CHiP significa California Highway Patrol, ou Polícia Rodoviária da Califórnia. As duas primeiras temporadas da série foram lançadas em DVD no Brasil.
Nas primeiras temporadas, os episódios alternavam momentos de drama e comédia, com esta segunda forma centrada nas ações do patrulheiro porto-riquenho novato Poncherello. Já Baker era o "cérebro" da dupla, não raro exibindo impaciência com o parceiro. Com o aumento da popularidade do "Ponch", além de incrementar seu cachê, Erik exigiu que seu personagem ficasse mais sério e racional. As mudanças não agradaram Wilcox, que alimentou uma rivalidade com Erik até deixar o programa antes da última temporada.

Durante a série, o ator Erik Estrada sofreu um grave acidente de moto (agosto de 1979), ficando em coma por cinco dias, quase vindo a falecer. Este episódio ajudou a trazer mais fãs para o programa, pois todos queriam conhecer o ator que quase perdera a vida. O acidente foi introduzido na história de "Ponch", mostrando cenas dele no hospital e a sua recuperação com ajuda de uma bengala.
    Chips ajudou a melhorar a imagem dos policiais em todo o mundo, pois mostrava patrulheiros corajosos, solícitos e competentes, sempre atentos ao que ocorria de errado nas estradas. Além disso, havia o lado sem a farda: "Ponch" e Baker eram amigos fora do trabalho, e sempre se divertiam juntos. A série mostrava que, apesar da vida de policial, eles viviam um mundo bem igual ao da grande maioria das pessoas, o que ajudou no sucesso.
No final dos anos 70 e início dos anos 80, Chips virou uma febre no mundo inteiro, principalmente com as crianças. Larry Wilcox veio ao Brasil e apareceu em comerciais e programas de auditório (Silvio Santos) vestido com seu uniforme de patrulheiro.

no Brasil, a série foi a primeira a utilizar o merchandising como forma secundária de rentabilidade. Antes disso, a única renda disponível era a venda da série para as emissoras interessadas. Como o sucesso da série era grande entre as crianças, a empresa de brinquedos Glasslite lançou uma série completa de brinquedos relacionados com a série, e confecções que produziam as roupas dos patrulheiros. Nos Estados Unidos, os brinquedos foram produzidos pela empresa Mego.

A série foi exibida inicialmente no Brasil pela TVS, de 1979 até 1982, depois foi para a Rede Record de 1982 até o fim do ano de 1985. Depois foi exibida na Rede Bandeirantes, em 1988. A extinta Rede Manchete exibiu os episódios por volta de 1993. Foi exibida pelo canal de TV a cabo TCM da SKY em 2005 e novamente a partir de maio de 2009 no TCM (NET canal 91).
 As motos usadas pelos patrulheiros, um dos principais atrativos do programa, eram da marca japonesa Kawasaki. Os rádios comunicadores, da marca Motorola.
 Em 1999, foi feito o longa Chips 99, com quase todo o elenco original da série, produzido pela TNT, e, exibido pela primeira vez no SBT.